Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Ensino superior: Escolas de Peniche e Caldas da Rainha com muita procura

ESTM

O Politécnico de Leiria ocupou todas as vagas em 35 das 45 licenciaturas, na primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior, havendo, em sentido inverso, cinco cursos de engenharia com quase todas as vagas por ocupar.

“Da oferta formativa do Politécnico de Leiria, no que respeita a licenciaturas, 35 cursos preencheram a totalidade das vagas disponíveis. A Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha e a Escola Superior de Saúde preencheram a totalidade das vagas. A Escola Superior de Educação e Ciências Sociais, a Escola Superior de Tecnologia e Gestão e a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar tiveram taxas de ocupação de 96%, 79,9% e 77,2%, respectivamente”, lê-se numa nota de imprensa da instituição de ensino superior.

O Politécnico de Leiria destaca que nesta primeira fase “coloca 1.796 novos estudantes nas suas licenciaturas” das “2.036 vagas disponíveis”, preenchendo, assim, “88,2% das vagas”. “Entre os cursos que completaram a totalidade das vagas colocadas a concurso, os que registaram a média de entrada mais alta – do último estudante colocado – foram Design Gráfico e Multimédia (165,5), Fisioterapia (163,4), Design Industrial (158,2), Artes Plásticas (153,2), Enfermagem (151,8), Jogos Digitais e Multimédia (149,7), Dietética e Nutrição (148,8), Som e Imagem (148,4), Teatro (145,1) e Tradução e Interpretação: Português/Chinês - Chinês/Português (144,3)”, acrescenta.

Citado na nota de imprensa, o presidente do Politécnico de Leiria, Rui Pedrosa, considera que “os resultados da primeira fase são globalmente excelentes com quase 1.800 estudantes colocados”. Segundo Rui Pedrosa, “1.661 estudantes colocaram cursos do Politécnico de Leiria em primeira opção, o que revela bem o reconhecimento da qualidade de formação” do instituto, referindo que, “com este resultado, bem como os resultados do ingresso nas licenciaturas pelos concursos especiais, incluindo os estudantes internacionais”, será “mais um ano de crescimento e afirmação do Politécnico de Leiria”.

“Aos novos estudantes de licenciatura acrescem os novos estudantes dos cursos TeSP [cursos técnicos superiores profissionais] e mestrados, facto que perspetiva, pela primeira vez, que teremos mais de 5.000 novos estudantes inscritos no Politécnico de Leiria no final de todas as fases dos diferentes concursos”, acrescenta.

Os cursos de Engenharia Mecânica e Engenharia Electrotécnica e de Computadores (ambos na vertente pós-laboral) abriram 15 vagas cada, que não foram preenchidas e transitam para a segunda fase. Outros três cursos do Politécnico de Leiria apresentam entre um e três colocados: Engenharia Alimentar com um colocado em 20 vagas, Engenharia da Energia e do Ambientes com dois colocados também em 20 vagas e Engenharia Civil com três colocados em 25 vagas.

À agência Lusa, o presidente do Politécnico de Leiria, Rui Pedrosa, referiu que estes cursos, além do ingresso através do concurso nacional de acesso ao ensino superior, “têm igualmente vários estudantes provenientes de concursos especiais, designadamente através do prosseguimento de estudos por via dos cursos técnicos superiores profissionais, ingresso por via dos M23 (maiores de 23 anos), estudantes diplomados de vias profissionalizantes, ingresso por mudança de curso e os estudantes internacionais”. Por outro lado, existem, aproximadamente, 15.000 estudantes não colocados para a segunda fase do concurso, “facto que também cria boas expectativas para o preenchimento das vagas”, adianta Rui Pedrosa.

Com 13.500 estudantes e mais de 1.600 profissionais (professores, investigadores e técnicos), o Politécnico de Leiria promove 50 cursos TeSP, 45 licenciaturas e mais de 80 cursos de mestrado e pós-graduação, nas áreas de Artes e Design, Ciência e Tecnologia do Mar, Ciências Empresariais e Jurídicas, Educação e Ciências Sociais, Engenharia e Tecnologia, Saúde e Desporto, e Turismo.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Direitos Reservados