Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Deputados do PS preocupados com lenta execução da modernização da Linha do Oeste

Linha do Oeste 1

A lenta execução das obras de modernização da Linha do Oeste está a preocupar os deputados socialistas, que questionaram o Governo sobre o cumprimento da calendarização prevista para a intervenção estruturante para a região.

A preocupação “com a lenta execução das obras de modernização e eletrificação” da Linha do Oeste e com “a capacidade de a linha conseguir responder às necessidades de mobilidade da região” foi expressa pelo deputado socialista oestino João Miguel Nicolau, numa pergunta dirigida ao Governo através da Assembleia da República.

Num comunicado emitido hoje, o PS alerta para a morosidade na execução do que considera ser “um investimento estruturante para a região [Oeste], sublinhando que o projecto está actualmente em curso no troço entre Mira Sintra-Meleças e Torres Vedras. Já o troço Torres Vedras-Caldas da Rainha encontra-se em fase de concurso público, havendo ainda um comprometimento do Governo com a modernização da linha entre Caldas da Rainha e o Louriçal.

A preocupação do deputado prende-se com “a reduzida execução de trabalhos, oito meses volvidos após a assinatura do auto de consignação, tendo decorrido já um terço do prazo de execução da obra”, facto que levou os socialistas a questionar o Governo “quanto ao estado de execução da obra e quanto ao cumprimento da calendarização prevista”.

No comunicado, os deputados aludem ainda à documentação preliminar do Plano Ferroviário Nacional que prevê, “como cenário para 2030, que após os investimentos na Linha do Oeste a cidade de Torres Vedras fique ainda a mais de uma hora de tempo de viagem de e para Lisboa”. “A verificar-se esta situação”, afirma João Miguel Nicolau, “a linha é manifestamente pouco competitiva face ao transporte rodoviário existente e pode não rentabilizar todo o investimento agora em curso, sendo desejável que o tempo de viagem possa ser reduzido para cerca de 40 minutos”.

Na pergunta ao Governo, os deputados socialistas dizem ainda querer saber o que está a ser feito “com vista à redução do referido tempo de viagem” e se o executivo prevê incluir na versão final do Plano Ferroviário Nacional a construção de uma nova ligação entre a Linha do Oeste (na zona da Malveira), passando por Loures (permitindo a interligação com futura linha de metro ligeiro de superfície) e ligando à linha do Norte (zona de Sacavém).

O projecto de modernização da Linha do Oeste (Sintra/Figueira da Foz) está dividido em duas empreitadas, sendo a primeira a de electrificação e modernização do troço entre Mira Sintra-Meleças (Sintra) e Torres Vedras (61,7 milhões de euros), cujas obras já começaram, e a segunda de modernização e electrificação do troço entre Torres Vedras e Caldas da Rainha (40 milhões de euros), para a qual já foi lançado concurso público.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Paulo Ribeiro/ALVORADA (arquivo)