Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Faleceu Rogério Cação: Presidente da República enaltece "percurso de solidariedade" do professor de Peniche

Rogerio Cacao 1

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou hoje a morte de Rogério Cação, vereador da CDU na Câmara Municipal de Peniche, enaltecendo o seu "percurso de solidariedade e cuidado do outro".

Rogério Cação, professor aposentado e vice-presidente da Confecoop - Confederação Cooperativa Portuguesa, morreu hoje, aos 65 anos, vítima de doença prolongada.

Numa nota publicada no sítio oficial da Presidência da República na Internet, o Chefe de Estado "apresenta sentidas condolências à família de Rogério Cação, seus amigos e também à Confecoop". "Com uma vida dedicada à causa pública, Rogério Cação desempenhou funções de autarca, enquanto vereador eleito pela CDU na Câmara Municipal de Peniche, a sua terra natal, embora o seu percurso fique sobretudo marcado pela entrega às causas sociais", lê-se na mensagem.

Nesta nota de condolências, refere-se que Rogério Cação, "actualmente, além da direcção da Confecoop, desempenhava os cargos de vice-presidente da Fenacerci - Federação Nacional de Cooperativas de Solidariedade Social, membro do Conselho Económico e Social e vice-presidente da Confederação Portuguesa de Economia Social". "Um percurso de solidariedade e cuidado do outro, que o Presidente da República recorda e evoca neste momento de luto", acrescenta-se. A participação de Rogério Cação em organizações de solidariedade social valeu-lhe a atribuição do grau de comendador da Ordem de Mérito, em 2010.

A Câmara Municipal de Peniche decretou três dias de luto municipal pela morte de Rogério Cação, que foi cabeça-de-lista da CDU ao executivo camarário, depois de ter sido presidente da Assembleia Municipal. Foi responsável pelo grupo de teatro da Universidade Sénior de Peniche, presidente da direção da Cercipeniche - Cooperativa de Educação, Reabilitação, Capacitação e Inclusão, presidente da ADEPE - Associação para o Desenvolvimento de Peniche e presidente da mesa da assembleia geral da Acompanha - Cooperativa de Solidariedade Social. Foi ainda membro do Conselho Nacional de Educação.

Natural de Peniche, Rogério Cação era licenciado em Pedagogia e Antropologia pela Escola Superior de Educação de Lisboa e pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, respectivamente, e foi professor de Educação Especial, encontrando-se aposentado destas funções.

Ministra da Solidariedade lamenta perda de "referência do setor social"

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social lamentou hoje a morte do presidente da Confederação Cooperativa Portuguesa, Rogério Cação, considerando que o país perdeu uma “referência do setor social e solidário”.

“Hoje perdemos uma grande referência do nosso setor social e solidário”, afirmou Ana Mendes Godinho, citada numa nota de imprensa do ministério, endereçando condolências à família e aos amigos.

Segundo a governante, Rogério Cação “colocou sempre os valores da cooperação e da solidariedade em primeiro lugar, adepto do diálogo, do bom humor e intercooperação com todos”.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Direitos Reservados