Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Torres Vedras: jovem eslovaco presente em conferência sobre ‘Segurança na Web’ na ESCO

janmasarik

A ESCO - Escola de Serviços e Comércio do Oeste, em Torres Vedras, foi palco de uma conferência sobre ‘Segurança na Web’, dirigida às turmas do curso profissional técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos (Turmas PSI 4 e PSI5). Temas como o ‘hacking’ e o ‘phishing’ foram abordados no passado dia 17 de Junho por Jan Masarik, um jovem eslovaco de 25 anos, engenheiro de segurança web, que foi o orador desta conferência, cuja língua de comunicação foi o inglês, promovida pelo professor Jorge Fernandes e enquadrada no módulo 3 da disciplina de Inglês, um Mundo Tecnológico, leccionado pela professora Carla Tourita.

Jan Masarik iniciou a sua formação em 2012, aprendendo Programação e Inglês. Num comunicado enviado ao ALVORADA, a instituição escolar liderada pela lourinhanense Júlia Alfaiate explicou que o jovem eslovaco, começando por ser um dos principais engenheiros de segurança na kiwi.com, conseguiu rapidamente ser líder da equipa de segurança, enquanto terminava o seu mestrado. “Não obstante, referiu aos alunos que esta é uma área que requer muitas horas de trabalho, dedicação e capacidade autodidata para que haja possibilidade de destaque e também sucesso profissional”.

Acrescentou ainda que, nem sempre é necessário ter um curso superior para conseguir uma oportunidade de trabalho no mundo competitivo da Programação, sendo que um curso profissional, ambição e gosto, bem como muitas horas de empenho a programar e a descodificar problemas no sector, são condições reconhecidas pelas grandes empresas.

Actualmente Jan Masarik encontra-se a trabalhar em Londres, onde faz parte da equipa de segurança web de uma das maiores e mais conhecidas redes sociais do mundo, o Facebook. Segundo a ESCO, este testemunho pessoal “foi um incentivo para os nossos jovens”, quer os que se encontram no primeiro ano do curso, quer para os finalistas, que tiveram, assim, “a oportunidade de contactar com alguém que se iniciou na área com um percurso semelhante ao deles, tendo, igualmente, esclarecido várias dúvidas e curiosidades, bem como confirmado muitas das suas aprendizagens já adquiridas dentro da área da Segurança na Web”.

Texto: ALVORADA com ESCO
Fotografia: ESCO