Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Oeste: Aprovado alargamento da oferta de cursos técnicos superiores a Torres Vedras e Arruda dos Vinhos

Plataforma IPL

Arruda dos Vinhos e Torres Vedras são os dois concelhos do Oeste que vão ter o alargamento da oferta de ensino superior politécnico, a par dos municípios de Amadora, Loures, Mafra, Odivelas, Sintra e Vila Franca de Xira.

O coordenador nacional do ensino politécnico, Pedro Dominguinhos, explicou à agência Lusa que 35 cursos técnicos superiores profissionais vão ser ministrados pela primeira vez, no próximo ano lectivo, nestes concelhos do distrito de Lisboa, onde a oferta formativa é "escassa ou inexistente". As formações poderão chegar a um universo de 875 estudantes.

A plataforma colaborativa que envolve os politécnicos de Leiria, Santarém, Setúbal e Tomar, municípios, organizações e empresas, foi hoje apresentada em Santarém, na presença do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. O objectivo é haver uma "oferta de proximidade de formações curtas de âmbito superior, designadamente cursos técnicos superiores profissionais e pós-graduações nas áreas das tecnologias de informação, comunicação e eletrónica, química, conservação e restauro, turismo e desporto", informou a tutela. Além da proximidade, com estes cursos, os parceiros pretendem "dar resposta às necessidades de qualificação das empresas e desses territórios".

Recorde-se que a Câmara Municipal de Torres Vedras decidiu avançar com uma parceria com o IPL - Instituto Politécnico de Leiria com vista à criação na cidade de um polo da Escola Superior de Saúde. "A criação de um polo de ensino superior na área da saúde pretende dar resposta às necessidades formativas da região e aumentar a atractividade do concelho", referiu em Novembro último o município em nota de imprensa. O polo é também considerado fundamental para a escolha da localização do novo hospital para o Oeste, uma vez que, explica, "além das parcerias em termos de estágios e formação contínua dos profissionais de saúde, é um polo agregador de projectos de investigação na área da saúde".

Segundo a autarquia, o polo da Escola Superior de Saúde deverá entrar em funcionamento no próximo ano lectivo 2021/2022, no antigo edifício dos SMAS - Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Torres Vedras, que será adaptado pela autarquia para o efeito. No primeiro ano, este polo de ensino superior vai ter uma turma de mestrado em Enfermagem Médico-Cirúrgica e três cursos superiores profissionais, já em funcionamento no Núcleo de Formação do IPL em Torres Vedras. Vão também ser propostas licenciaturas em Ciências Biomédicas Laboratoriais e Podologia.

Texto: ALVORADA com agência Lusa