Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Mergulhadores da Marinha inactivaram um engenho fumígeno na costa do concelho de Óbidos

engenho explosivo maritimo

Esta tarde, a equipa de prontidão de inativação de engenhos explosivos da Marinha, do Destacamento de Mergulhadores Sapadores Nº 1 (DMS1), foi activada na sequência da detecção de um possível engenho encontrado na Praia D'El Rey, no concelho de Óbidos. Após o alerta recebido​, o Capitão do Porto de Peniche solicitou, de imediato,​ o apoio do DMS1, unidade de inativação de engenhos explosivos da Marinha.

Em comunicado enviado ao ALVORADA, a Marinha informa que após a chegada ao local, a equipa do DMS1 realizou a identificação e neutralização, no local, um ‘Marine Marker’ - engenho fumígeno utilizado em ambiente marinho para sinalização de posições ou áreas de interesse. Foi efectuado um perímetro de segurança no local pela Polícia Marítima de Peniche, acompanhada pelos elementos do projecto ‘Seawatch’ com a viatura Amarok e uma equipa dos Bombeiros Voluntários de Óbidos.

“Devido à confluência de diversas rotas marítimas e aéreas, este tipo de engenho é encontrado com alguma frequência na costa portuguesa e requer precauções no seu manuseamento, podendo ser extremamente perigoso. Pois na sua composição contém fósforo que, na presença de oxigénio, deflagra (inicia combustão a alta temperatura), podendo causar queimaduras graves se em contato com a pele”, alerta a instituição militar.

Ainda que aparente um estado estável e seguro, este tipo de engenhos poderão encontrar-se acionados, totalmente funcionais contendo ainda parte da sua carga, complementa a Marinha. Aquando da sua deteção, estes engenhos não devem ser manuseados e/ou removidos, devendo informar-se de imediato as autoridades ou utilizar o número nacional de emergência 112.

Texto: ALVORADA
Fotografia: Marinha