Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Oeste: Nuno Vasco Rodrigues, investigador em Peniche, distinguido por fotografias em concurso internacional

Fotografia Fotojornalismo IPL 2021

O biólogo marinho e fotógrafo de conservação Nuno Vasco Rodrigues conquistou o primeiro lugar na categoria de Fotógrafo de Conservação do ano e obteve a segunda posição na categoria de Fotojornalismo do ano, na competição de fotografia sobre o Oceano, promovida anualmente pela ‘Ocean Geographic Society’. Nuno Vasco Rodrigues é também investigador do Mare-Politécnico de Leiria e coordenador de Cogestão da Reserva Natural das Berlengas, e antigo estudante de Biologia Marinha e Biotecnologia na ESTM - Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar, em Peniche.

Em comunicado, o Instituto Politécnico de Leiria revela que a fotografia que deu o primeiro lugar do pódio ao fotógrafo de conservação português foi escolhida por Sylvia Earle, pioneira lendária do mundo subaquático e exploradora residente da ‘National Geographic’, que realçou que a imagem premiada é um “motivo de esperança, que atinge em cheio o coração”.

‘All hands on deck’ é o nome da fotografia, feita a sul da ilha do Pico e que ilustra investigadores da Universidade dos Açores numa recolha de lixo marinho na superfície do mar. Nuno Rodrigues utilizou o ‘split-shot’, uma técnica que abrange uma parte subaquática e outra parte emersa.

Na categoria de Fotojornalismo do ano, Nuno Rodrigues concorreu com uma história denominada ‘Azorean Blues’, que descreve um projecto-piloto de investigação sobre os movimentos de tubarões-azuis em águas açorianas, desenvolvido por investigadores da universidade local. A história será publicada na edição de Julho da revista da ‘Ocean Geographic’. As distinções foram divulgadas no Dia Mundial dos Oceanos, que se celebra a 8 de Junho.

“Estes prémios têm um significado muito especial, particularmente pelas categorias em que se inserem: Fotojornalismo e Conservação. É através do fotojornalismo que procuro trazer ao grande público imagens que, de alguma forma, contem histórias do Oceano e alertem para a necessidade da sua conservação”, salienta Nuno Rodrigues. “Espero que estas distinções tragam visibilidade às imagens e contribuam para ajudar na mudança de comportamentos necessária para um futuro mais risonho do nosso planeta azul”, conclui o investigador.

Texto: ALVORADA
Fotografia: Nuno Vasco Rodrigues