Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Torres Vedras: atribuída primeira Bolsa de Criação Artística concebida no âmbito do projecto ‘RAMA’

bolsaramacmtv

A primeira Bolsa de Criação Artística concebida no âmbito do projeto ‘RAMA | Residências Artísticas’ foi atribuída à jovem Jéssica Gaspar. Trata-se de um projecto destinado a artistas, investigadores e curadores nacionais, a funcionar nas aldeias da Maceira e Alfeiria, com o apoio da Câmara Municipal de Torres Vedras.

A iniciativa conta com o apoio financeiro da autarquia torriense e o apoio do Politécnico de Leiria e destina-se a alunos da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha que em 2020/2021 sejam finalistas da licenciatura ou do mestrado em Artes Plásticas. Tem por objectivo envolver os mesmos com temas relacionados com a sustentabilidade e o conhecimento do território do concelho de Torres Vedras, nomeadamente no que diz respeito ao seu património, à sua cultura e à sua comunidade.

O vencedor desta bolsa tem direito a frequentar as Residências Artísticas do projecto ‘RAMA’ durante os meses de Julho a Setembro, sendo que o trabalho desenvolvido durante esse período dará origem a uma exposição a realizar em Dezembro na Galeria Municipal de Torres Vedras.

Num comunicado enviado ao ALVORADA, o município torreense refere que o projecto a desenvolver por Jéssica Gaspar relaciona-se com a dissertação que a artista está a elaborar, intitulada ‘Arte para o Simbioceno’, onde aborda a necessidade de valorização do papel do visitante e da experiência sensorial, tendo como base “(…) uma profunda conexão com a natureza, florescendo a partir do trabalho de campo e de interacção com a mesma, da observação dos seus ciclos de crescimento e da passagem do tempo sobre as formas orgânicas (…) bem como a reintegração do ser humano no mundo natural (…) explorar as dinâmicas próprias de diversas matérias como os líquenes, fungos, a água, o fogo, o fumo e a luz, trabalhando a par com instrumentos de captação de vídeo e de som de forma a conseguir absorver parte dessa essência orgânica e transportá-la para o interior do espaço de exposição, criando peças mais envolventes e que estimulem diferentes sentidos (…) uma experiência imersiva que combina diferentes media como a imagem, o som e matérias orgânicas”.

Foi ainda decidido atribuir, a título excepcional, uma menção honrosa no âmbito do projecto à jovem Sofia Castanheira, que se propõe a desenvolver uma investigação que relacione a paleontologia, a história, o tempo, e o “valor do tempo” da natureza, mediante um trabalho em escultura com materiais naturais como o grés, em desenho e fotografia. Essa menção honrosa consiste em usufruir de uma Residência Artística com a duração de um mês, a realizar em Agosto, financiada pelo projecto ‘RAMA’, e a participar na exposição colectiva que comemorará o primeiro aniversário do mesmo.

O júri foi composto por Catarina Sobreiro (representante da Câmara Municipal de Torres Vedras), João dos Santos (representante da ESAD.CR) e João Silvério e Paulo Brighenti (representantes do ‘RAMA’).

Texto: ALVORADA