Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

ESCO: quatro alunos participam no programa da Comissão Europeia ‘Erasmus +’

erasmusesco

Entre 25 de Maio e 31 de Agosto deste ano quatro alunos da ESCO - Escola de Serviços e Comércio do Oeste vão participar no programa da Comissão Europeia ‘Erasmus +’. Estes jovens terminaram os seus cursos profissionais em Julho do ano passado mas, devido à pandemia, viram adiadas as autorizações de mobilidade.

Assim, irão desenvolver o seu programa de mobilidade para a República Checa (Praga), as alunas Filipa Ferreira - Turma G13 (Curso Técnico de Gestão) e Beatriz Santos - Turma A16 (Curso de Animador Sociocultural). Para a Alemanha (Berlim) irão deslocar-se os alunos Francisco Marques - Turma T6 (Curso Técnico de Turismo) e Luís Santos - Turma T6 (Curso Técnico de Turismo).

Em consórcio com o Município de Torres Vedras e as escolas secundárias com cursos profissionais e as escolas profissionais privadas do concelho torriense, a ESCO, liderada pela lourinhanense Júlia Alfaiate, participa há alguns anos no projecto ‘Moinhos - Formar para Inovar’.

Este projecto tem possibilitado aos alunos diplomados da ESCO aceder a estágios profissionais em vários países da Europa durante três meses. “Estes estágios têm resultado em mais-valias para os jovens participantes e para a escola”, refere a instituição num comunicado enviado ao ALVORADA.

A ESCO revela que os jovens veem aumentadas/melhoradas as suas competências profissionais que lhes dão mais acesso ao mercado de trabalho, as suas aptidões essenciais para uma sociedade mais coesa e solidária e as suas competências linguísticas e culturais.

A escola vê aumentados os conhecimentos relativamente à importância de melhorar o ensino e a aprendizagem das línguas e promover a diversidade linguística da UE e a sensibilidade para as diferentes culturas; a modernizar as práticas de educação e formação profissional e ao reforço da dimensão internacional na educação e formação”, concluiu o comunicado.

Texto: ALVORADA
Fotografia: ESCO