Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Cadaval: Centro Europe Direct Oeste, Lezíria e Médio Tejo abrange 36 concelhos a partir de hoje

Centro Europe Direct Oeste Leziria e Medio Tejo

A Comissão Europeia aprovou a candidatura da Leader Oeste que garante à nossa região continuar a ter sediada, no Cadaval e a partir de hoje, o novo Centro Europe Direct, o que acontece há oito anos. O concurso lançado por Bruxelas alargou a zona de intervenção, no âmbito da nova geração da rede Europe Direct, daquela que é uma das principais ferramentas de contacto com o público a nível local e regional por parte da União Europeia. Se, em 2013, o Centro Europe Direct abrangida exclusivamente os 12 concelhos do Oeste, passou na candidatura seguinte para 23 concelhos (Oeste e Lezíria do Tejo) em 2018, e, a partir de hoje, a zona de acção passa a ser de 36 concelhos (Oeste, Lezíria e Médio Tejo), pretendendo continuar a ser “a Europa na sua região”. O rosto desta estrutura comunitária vai continuar a ser a técnica-superior Sandra Geada e funciona na antiga escola primária da vila cadavalense, junto à Rotunda da Europa, de segunda a sexta das 9h30 às 17h30.

A nova rede que entrou em funcionamento simultaneamente em todo o espaço da União Europeia conta, em Portugal, com 15 centros que cobrem todo o território nacional, incluindo as Regiões Autónomas. Estes centros fazem parte de uma rede constituída por cerca de 420 centros em toda a União Europeia e o mandato de funcionamento, acompanhado do respectivo coinvestimento com as estruturas que apresentaram as candidaturas vencedoras, termina em 2025.

Segundo Sofia Colares Alves, representante da Comissão Europeia em Portugal, num comunicado enviado ao ALVORADA destaca que “os Europe Direct são a porta certa à qual bater para navegar no que pode ser um labirinto de informação sobre as oportunidades, direitos e propostas da União Europeia. E fazem um trabalho extraordinariamente importante junto das escolas, da imprensa regional e das entidades locais para que realmente possamos, juntos, saber mais e participar mais neste projeto que tem de ser de todos: a União Europeia”. A responsável da instituição europeia no nosso país agradece e felicita “os centros da geração anterior e a saudar a entrada em funcionamento de uma nova geração de centros, com um papel reforçado, e que arranca no início do mês em que se comemora o Dia da Europa, a 9 de Maio”. “Convido-vos a todos a procurar o Europe Direct mais próximo com qualquer questão e sugestão que tenham sobre a União Europeia”, disse.

Os centros da rede Europe Direct têm como “missão fundamental” promover “um diálogo proativo e contínuo com os cidadãos e tornar a União Europeia mais acessível às pessoas aos níveis local e regional”. Com base na experiência das gerações anteriores, o papel e mandato dos centros Europe Direct foram actualizados, de acordo com a Comissão Europeia, e “serão essenciais para organizar eventos participatórios, por exemplo no âmbito da Conferência sobre o Futuro da Europa, e para contribuir para o desenvolvimento de um Espaço Público Europeu”.

Recorde-se que os centros Europe Direct organizam actividades para envolver os cidadãos no debate sobre o estado actual e o futuro do projecto europeu, estabelecem relações de proximidade com diferentes entidades, empresas, sociedade civil e meios de comunicação social locais, e ajudam as instituições europeias a entender melhor as sensibilidades, preocupações e opinião pública nas suas áreas geográficas. Uma das áreas de trabalho centrais é no campo da promoção de educação para uma cidadania activa, com colaborações desenvolvidas com escolas, a divulgação de material didático como o disponibilizado no Espaço de Aprendizagem e a cooperação com a Comissão Europeia e o Parlamento Europeu em Portugal em iniciativas como ‘A Europa na Escola - Formação para Professores’, ‘Eu sou europeu’, ou ‘Euroescola-Portugal Europeu’ e sessões de debate sobre temas como a desinformação. Os centros têm um serviço de atendimento presencial, ‘online’ e telefónico para informar os cidadãos sobre a União Europeia e as suas competências, políticas e oportunidades.

As entidades que acolhem estes centros são variadas, incluindo entidades de gestão regional de fundos, associações intermunicipais, de desenvolvimento locais ou em parceria com as autarquias e entidades de ensino superior. No caso da nossa região, mantém-se a Leader Oeste, a associação privada sem fins lucrativos criada em 1994 e sedeada também na vila do Cadaval e que é presidida pela OesteCIM - Comunidade Intermunicipal do Oeste, como a estrutura responsável que acolhe o Centro Europe Direct Oeste, Lezíria e Médio Tejo. O ALVORADA mantém há vários anos uma parceria com o Centro Europe Direct, através da publicação de artigos de opinião e de informação em todas as edições, parceria que se vai manter em vigor até 2025, para que os nossos leitores tenham acesso a mais informação sobre o espaço político e geográfico que integramos desde 1 de Janeiro de 1986. 

A lista dos centros Europe Direct em Portugal, por ordem alfabética, é a seguinte:

EUROPE DIRECT Açores - Angra do Heroísmo

EUROPE DIRECT Alentejo Central e Litoral - Évora

EUROPE DIRECT Algarve - Faro

EUROPE DIRECT Alto Alentejo - Elvas

EUROPE DIRECT Área Metropolitana de Lisboa - Palmela

EUROPE DIRECT Área Metropolitana do Porto - Paredes

EUROPE DIRECT Baixo Alentejo - Mértola

EUROPE DIRECT Bragança - Bragança

EUROPE DIRECT Madeira - Câmara de Lobos

EUROPE DIRECT Minho - Barcelos

EUROPE DIRECT Oeste, Lezíria e Médio Tejo - Cadaval

EUROPE DIRECT Região Beira Interior - Fundão

EUROPE DIRECT Região de Coimbra e de Leiria - Coimbra

EUROPE DIRECT Tâmega, Sousa e Alto Tâmega - Paços de Ferreira

EUROPE DIRECT Viseu Dão Lafões - Viseu

Texto: ALVORADA