Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

CHO: Governo autoriza Unidade de Cuidados Intensivos nos hospitais das Caldas e de Torres

Antonio Sales no CHO 2021

A Rede Nacional de Especialidade Hospitalar e Referenciação de Medicina Intensiva "está a trabalhar" na criação de uma Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) no CHO - Centro Hospitalar do Oeste, anunciou hoje o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales.

Durante uma visita ao Hospital de Caldas da Rainha, Lacerda Sales anunciou que a Unidade de Cuidados Intensivos, "uma reivindicação muito antiga do CHO" que "vai ser concretizada", estando a Rede Nacional de Especialidade Hospitalar e Referenciação de Medicina Intensiva "a trabalhar intensamente no seu planeamento". O governante admitiu que a UCI "foi uma das muitas necessidades que a pandemia evidenciou".

Sem se comprometer com datas para a sua concretização, o secretário de Estado da Saúde adiantou que a Unidade de Cuidados Intensivos vai estar dotada de 12 camas e vai ficar dispersa pelos hospitais de Caldas da Rainha e de Torres Vedras. "Responderá às necessidades de cerca de 300 mil pessoas e irá aliviar a área de Lisboa, para onde os doentes eram transferidos", frisou.

Durante a visita, a Comissão de Utentes do Centro Hospitalar do Oeste entregou uma carta ao braço-direito da ministra da Saúde a lembrar que espera há um ano ser recebida por Marta Temido e a dar conta de várias preocupações, como a "instalação urgente de uma UCI", a necessidade de investimentos nos actuais hospitais e a aceleração da construção "urgente" do novo hospital. Na missiva, a comissão sublinha ainda a necessidade de reverter os serviços para os existentes antes da reorganização em 2013, para que "cada hospital esteja munido de todas as valências", e de adquirir mais equipamentos e substituir outros obsoletos.

Após uma breve visita à unidade hospitalar da cidade termal, António Lacerda Sales rumou a Peniche, onde visitou o hospital da cidade que vai receber o internamento de psiquiatria e, futuramente, uma área de cuidados paliativos. O governante fez-se acompanhar pela presidente do conselho de administração do CHO, Elsa Baião, do presidente da ARSLVT - Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Luís Pisco, entre outros responsáveis. Nas Caldas da Rainha marcou presença o presidente da Câmara Municipal, Tinta Ferreira, que recebeu com satisfação a decisão do Governo em criar a UCI nos hospitais públicos caldense e torriense.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Sofia de Medeiros/ALVORADA