Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Autárquicas: PSD anuncia 101 candidatos, entre os quais apenas três do Oeste

eleicoes autarquicas de 2021

O PSD anunciou hoje os primeiros 101 candidatos autárquicos às eleições deste ano. Numa cerimónia realizada na sede, em Lisboa, foi revelado que desta centena de candidatos, 77 são recandidatos a presidentes dos executivos camarários, entre os quais Carlos Carreiras (Cascais), Ricardo Rio (Braga), Salvador Malheiro (Ovar), Ribau Esteves (Aveiro) ou Almeida Henriques (Viseu).

José Silvano, secretário-geral do PSD, divulgou, esta quarta-feira ao fim da manhã, na sede nacional, os nomes de 23 candidatos a presidente de Câmara Municipal já homologados pela Comissão Política Nacional (CPN). Destes figura apenas um candidato oestino: trata-se de Hélder Carvalho que concorre pelo partido pela primeira vez em Arruda dos Vinhos, cujo município é liderado pelo PS. Ainda quanto à região Oeste, a lista distribuída à comunicação social revela a recandidatura de dois autarcas do Oeste: Tinta Ferreira (Caldas da Rainha) e José Bernardo (Cadaval). Ambos ainda não tinham, até ao momento, anunciado a recandidatura daquela que será a última permitida pela legislação em vigor. Falta revelar o que sucederá com a recandidatura ou não dos actuais autarcas Paulo Inácio (Alcobaça, já tinha revelado que não se recandidataria) e Humberto Marques (Óbidos, que tinha revelado que não pretendia recandidatar-se mas pode vir a reconsiderar).

Em relação aos recandidatos do PSD, José Silvano destaca que “são presidentes de câmara que se podem recandidatar na hora e momento que desejarem porque têm homologação garantida da direcção nacional”, anunciou o também coordenador autárquico nacional do PSD, José Silvano, em conferência de imprensa na sede nacional do partido.

Acompanhado por Isaura Morais, vice-presidente da Comissão Autárquica Nacional, e Hélder Silva, presidente dos ASD - Autarcas Social Democratas e vogal por inerência desta Comissão, José Silvano referiu que no processo de escolha de 308 candidaturas, tudo está a ser feito “com proximidade e com tranquilidade, sem dar nas vistas e com eficácia”, “sem foguetório” e imune “ao que se dizia na comunicação social”. O objectivo é que no dia 31 de Março o processo de apresentação de candidaturas esteja fechado, informou José Silvano, que agradeceu a “solidariedade” de todas as Secções Concelhias e Distritais.

O PSD apresenta-se às eleições autárquicas de 2021 sob o slogan ‘Nas mãos de todos’, ou seja, destacando a importância da proximidade entre os candidatos e os eleitores, em cada concelho, em cada junta, em cada local. Recorde-se que Rui Rio sempre considerou as eleições autárquicas fundamentais para a implantação do partido no terreno, garantindo, assim, a sua vitalidade e expressão no país.

“Vamos apresentar agora os 100 candidatos, divididos em duas partes: são 23 candidatos novos, isto é, candidatos que não são presidentes de câmara e que não estão em exercício de funções, e serão 77 que são presidentes de câmara recandidatos a um novo mandato”, afirmou.

José Silvano detalhou que, dos 98 presidentes de câmara atuais do PSD, “há 13 que não se podem recandidatar, porque já cumpriram três mandatos”, há “quatro ou cinco que não querem recandidatar-se” e outros tantos que “ainda estão em processo de decisão nas respectivas estruturas e serão apresentados nas próximas semanas”.

O secretário-geral do PSD distinguiu os 23 candidatos já homologados dos restantes 77, apresentados igualmente como candidatos, num vídeo com os seus nomes e câmaras.

“Estes 77, quando quiserem ser candidatos, apresentar a sua candidatura formal, poderão fazê-lo no tempo e na forma que entenderem, com a garantia da homologação na própria semana”, disse.

Autarca do Cadaval diz que não é tempo para anúncios

O presidente da Câmara Municipal do Cadaval, José Bernardo Nunes, disse hoje que ainda não decidiu se se recandidata às próximas eleições autárquicas, considerando extemporâneo o anúncio do seu nome pelo partido. Questionado pela agência Lusa, o autarca afirmou que "não exclui a hipótese" de se recandidatar, pela última vez, à câmara, mas nem ele nem a comissão política concelhia "decidiram" sobre o assunto. Por isso, "não aceita que tomem decisões" por si, reagindo ao facto de o seu nome estar entre os 77 autarcas que a direcção nacional do PSD anunciou hoje que podem vir a recandidatar-se.

"A concelhia convidou-me e eu achei que não era tempo, porque quem está no poder e, sobretudo, neste ano de pandemia, quero ser presidente de câmara o maior tempo possível e não candidato às autárquicas", defendeu o José Bernardo Nunes. O social-democrata disse que, com o anúncio feito hoje pelo PSD, "está em causa o princípio e não o lugar".

Nota da Redacção: notícia rectificada e actualizada às 15h20 e 17h03.

Texto: ALVORADA com agência Lusa