Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Covid-19: CHO com “situação controlada” e 129 doentes internados nos hospitais das Caldas e de Torres

CHO logo

O CHO - Centro Hospitalar do Oeste regista hoje um total de 129 doentes Covid-19 internados em enfermaria, 36 no Hospital das Caldas da Rainha e 93 no Hospital de Torres Vedras. Em comunicado enviado ao ALVORADA, o CHO informa que ao nível dos Serviços de Urgência Covid e não Covid, “a situação está presentemente controlada, não se verificando tempos de espera relevantes”.

O Conselho de Administração do CHO refere também que, apesar das limitações actuais, a instituição “continua a adoptar medidas que permitam garantir a resposta a doentes Covid-19 e não Covid-19". Na passada sexta-feira, no Hospital de Torres Vedras foram convertidas mais 12 camas de enfermaria para tratamento de doentes infectados com o vírus Sars-Cov-2. Será ainda criada nos próximos dias, no Hospital de Caldas da Rainha, uma nova enfermaria Covid, com capacidade para 27 camas.

O CHO recorda que a população dos concelhos da sua área de influência (Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra), em caso de doença, deve recorrer em primeiro lugar ao respectivo Centro de Saúde. Caso se verifiquem sintomas compatíveis com doença respiratória, a população deve ligar para linha SNS 24 (808 24 24 24) ou dirigir-se às áreas dedicadas para doentes respiratórios - ADR dos Centros de Saúde - reservando as situações mais agudas e urgentes para serem assistidas nos hospitais. Os ADR dos Centros de Saúde a funcionar em Torres Vedras, Mafra, Lourinhã e Caldas da Rainha (todos os dias das 8h00 às 20h00), e em Alcobaça (todos os dias das 10h00 às 18h00).

A empresa estatal responsável pela gestão dos três hospitais oestinos que integram o Serviço Nacional de Saúde, apela à comunidade no sentido de “cumprimento rigoroso do confinamento obrigatório e das restantes medidas de segurança preconizadas, minimizando as cadeias de transmissão, sendo este um excelente reconhecimento que poderão efectuar aos nossos profissionais de saúde”. E conclui com uma mensagem de enaltecimento ao“esforço e dedicação dos profissionais de saúde do CHOeste, cujas forças não têm faltado neste difícil combate”.

Texto: ALVORADA