Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Covid-19: Câmara de Torres Vedras pede ao Governo profissionais internacionais para reforçar o hospital da cidade

Protecao Civil de Torres Vedras

O presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras pediu ao ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, a activação de ajuda internacional para o controlo da pandemia no concelho, através do reforço de recursos humanos do Hospital de Torres Vedras, com cinco médicos e dez enfermeiros. Carlos Bernardes, que é também presidente da Federação Regional do Oeste do PS, endereçou hoje uma carta com esse pedido urgente a Augusto Santos Silva, porque os meios humanos neste hospital não são suficientes para continuar a dar uma resposta de qualidade aos doentes, face ao agravamento da pandemia.

Em comunicado enviado ao ALVORADA, o autarca torriense esclarece que o pedido de ajuda internacional foi efectuado em estreita cooperação com o Conselho de Administração do CHO - Centro Hospitalar do Oeste. O pedido é feito “num momento em que o Hospital de Torres Vedras se encontra numa situação difícil, agravada pela redução de alternativas de resposta nos restantes hospitais da região de Lisboa e do país”.

No ofício, o edil da Câmara Municipal de Torres Vedras disponibiliza-se para assegurar o transporte, a alimentação, a estadia e a remuneração por um período de 15 dias a estes profissionais de saúde, “de forma a fazer face a uma situação potencialmente catastrófica”. O pedido deve ser feito junto dos países com menor incidência da pandemia. A carta foi também enviada ao Presidente da República, Primeiro-Ministro e ministros da Saúde e da Administração Interna.

O concelho de Torres Vedras continua a registar o maior número de casos activos entre os 12 que integram a OesteCIM - Comunidade Intermunicipal do Oeste. Segundo os dados da Autoridade de Saúde Local referentes a domingo, o município torriense registava 1.364 casos activos de infecção por SARS-CoV-2. O surto de Covid-19 associado ao Hospital de Torres Vedras apresentava, na mesma data, 108 casos activos e 24 óbitos. A estes juntam-se os 396 casos activos e 47 óbitos ocorridos em 6 estruturas residenciais para idosos localizadas no concelho.

Recorde-se que Carlos Bernardes já tinha feito chegar ao Governo o pedido de ajuda internacional, através do secretário de Estado Adjunto da Saúde, António Lacerda Sales, que visitou na semana passada o Hospital de Torres Vedras. Na altura, confrontado pelos jornalistas, o governante referiu que não havia planos para contratar profissionais de outros países para reforçarem os hospitais públicos no combate à pandemia. Contudo, ontem, numa entrevista dada à RTP, a ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou que o Governo está a "acionar todos os mecanismos" à sua disposição a nível internacional, face à situação da pandemia, com o objectivo de garantir a melhor assistência aos doentes de Covid-19.

O Hospital de Torres Vedras integra o CHO, que tem ainda à sua guarda mais dois hospitais públicos, em Caldas da Rainha e em Peniche, tendo como missão dar resposta à prestação dos cuidados de saúde da grande maioria dos concelhos do Oeste. Face ao evoluir drástico da pandemia, os hospitais oestinos - a exemplo do que se verifica em todo o país - estão debaixo de uma pressão muito forte para darem resposta às necessidades das populações.

Texto: ALVORADA com agência Lusa