Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Covid-19: Surto no Hospital de Torres Vedras com cinco mortos e 50 casos activos

Hospital de Torres Vedras 2

O número de infectados associados ao surto de Covid-19 no Hospital de Torres Vedras subiu para 50, registando-se ainda cinco mortos e dois doentes recuperados, disse hoje fonte oficial da Câmara Municipal, citando dados do delegado de saúde concelhio. A mesma fonte explicou à agência Lusa que o total de 57 casos de infecção engloba utentes que foram contagiados quando estiveram internados na unidade por outras doenças, mas que estão a recuperar em casa. Os casos mais antigos surgiram na véspera de Natal.

Elsa Baião, presidente do Conselho de Administração do CHO - Centro Hospitalar do Oeste, a que pertence a unidade pública, esclareceu hoje à Lusa que dentro do hospital estão infectados 17 doentes e seis profissionais, sendo que 12 doentes estão em isolamento. Foram testados 131 profissionais e 76 doentes dos serviços associados ao surto.

O CHO diz estar a cumprir todas as regras impostas pela Autoridade de Saúde Local, nomeadamente a transferência dos doentes infectados para espaços de internamento dedicados à Covid-19 e a desinfecção dos serviços.

Na segunda-feira, estavam infectados 19 doentes, dos quais um morreu e outro teve alta hospitalar, encontrando-se a recuperar em casa.

Devido ao surto e à sobrelotação de doentes no serviço de urgência e nos serviços de internamento, os doentes emergentes estão a ser reencaminhados para outras urgências hospitalares. "Como temos os serviços e a capacidade de internamento sobrelotada e estamos também a fazer a desinfecção dos espaços por causa do surto, não conseguimos receber doentes que chegam de ambulância de emergência e que são reencaminhados por via do CODU - Centro de Orientação de Doentes Urgentes" do INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica), explicou a administradora hospitalar.

Sem prazos para voltar a receber os doentes urgentes, Elsa Baião disse que o problema deverá ficar resolvido à medida que sejam dadas altas de internamento.

A unidade hospitalar de Torres Vedras está também a reencaminhar doentes infectados a necessitar de internamento hospitalar, por ter esgotado a capacidade de internamento, com as 23 camas existentes.

O CHO integra os hospitais de Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã, e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Direitos Reservados