Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

GNR sinalizou descargas ilegais de suiniculturas em afluente da Lagoa de Óbidos

GNR descarga 1

O Comando Territorial de Leiria da GNR, através do Núcleo de Protecção Ambiental (NPA) de Caldas da Rainha, detectou uma descarga ilegal de um efluente pecuário proveniente de duas explorações suinícolas para uma linha de água afluente do Rio Arnóia, na localidade de Amiais, no concelho de Caldas da Rainha, que desagua na Lagoa de Óbidos.

Em comunicado, a GNR informa que “após a denúncia de uma rejeição de efluentes pecuários para uma linha de água, os militares detectaram efluentes pecuários a escorrer livremente para o solo directamente de uma lagoa de armazenagem de efluentes pecuários, sem qualquer tipo de mecanismo que assegurasse a sua depuração”. A operação decorreu nos passados dias 11 e 12 (sexta e sábado).

Após diligências policiais, a GNR esclarece que foram identificados dois pontos de origem da descarga, resultando na elaboração de dois autos de contraordenação por descarga de efluente pecuário directamente para a linha de água sem a autorização da entidade competente, neste caso a Administração da Região Hidrográfica de Lisboa e Vale do Tejo. Esta infracção da lei é punível com uma coima no valor máximo de 144.000 euros.

Nascendo na Serra de Todo o Mundo, que se situa na confluência das localidade de Casais da Serra (concelho das Caldas da Rainha), e das freguesias de Alguber, Figueiros e Painho (concelho do Cadaval), o Rio Arnoia recebe as águas do Rio Real e tem um percurso que se estende ao longo de cerca de 30 quilómetros até desaguar na Lagoa de Óbidos.

Texto: ALVORADA