Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Covid-19: concelhos do Oeste divididos entre risco moderado e muito elevado

Covid 100

Os concelhos da Lourinhã, Bombarral, Caldas da Rainha e Óbidos são os únicos da região Oeste que, neste momento, são considerados de risco moderado à infecção de Covid-19, por terem menos de 240 casos por 100 mil habitantes, anunciou hoje o Governo. Por esse motivo, estes quatro municípios oestinos não estão debaixo de nenhuma restrição oficial.

Já com o risco elevado, por apresentarem entre 240 a 480 casos de infecção de SARS-CoV-2, encontram-se sete concelhos do Oeste: Alcobaça, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Cadaval, Peniche, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras. As restrições para a população são as seguintes: manutenção da proibição de circulação na via pública entre as 23h00 e as 5h00 em todos os dias; acção de fiscalização do cumprimento de teletrabalho obrigatório; manutenção dos horários de encerramento: estabelecimentos comerciais às 22h00, restaurantes e equipamentos culturais às 22h30.

O concelho da Nazaré é o único entre os 12 que compõem a OesteCIM - Comunidade Intermunicipal do Oeste, que está no grupo de risco muito elevado, por estar dentro do rácio entre 480 e 960 casos de Covid-19 em 100 mil pessoas. As restrições para a população nazarena nas próximas duas semanas: manutenção da proibição de circulação na via pública entre as 23h00 e as 5h00 em todos os dias; acção de fiscalização do cumprimento de teletrabalho obrigatório; manutenção dos horários de encerramento: estabelecimentos comerciais às 22h00, restaurantes e equipamentos culturais às 22h30; sábados, domingos e feriados de 1 e 8 de Dezembro: proibição de circulação na via pública e encerramento de estabelecimentos comerciais entre as 13h00 e as 5h00; nos dias 30 de Novembro e 7 de Dezembro (véspera de feriados) - encerramento dos estabelecimentos comerciais a partir das 15h00.

Nenhum dos concelhos do Oeste integra a lista da categoria mais alta - risco extremo - em que foram incluídos os municípios com mais de 960 casos activos por 100 mil habitantes. Neste lote as restrições incluem: manutenção da proibição de circulação na via pública entre as 23h00 e as 5h00 em todos os dias; acção de fiscalização do cumprimento de teletrabalho obrigatório; manutenção dos horários de encerramento: estabelecimentos comerciais às 22h00, restaurantes e equipamentos culturais às 22h30; sábados, domingos e feriados de 1 e 8 de Dezembro: proibição de circulação na via pública e encerramento de estabelecimentos comerciais entre as 13h00 e as 5h00; nos dias 30 de Novembro e 7 de Dezembro (véspera de feriados) - encerramento dos estabelecimentos comerciais a partir das 15h00.

O Governo acrescentou hoje mais dois níveis de risco elevado aos concelhos abrangidos pelas medidas especiais de combate à Covid-19, mantendo 47 municípios em risco “extremamente elevado”, o mais alto na escala. Numa conferência de imprensa realizada ao fim da tarde deste sábado, o Primeiro-Ministro António Costa destacou que os concelhos vão estar divididos consoante os níveis de risco em “extremamente elevado”, “muito elevado”, “elevado” e “moderado” e será “em função destes critérios de risco” que “nos próximos meses serão modeladas as medidas a adoptar para que se ajustem o melhor possível à realidade efectiva em cada concelho”. Em risco “extremamente elevado” estão 47 concelhos, por apresentarem mais de 960 casos de doença por 100 mil habitantes. No nível “muito elevado” estão 80 concelhos por apresentarem mais de 480 novos casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Em risco elevado encontram-se 86 concelhos, com mais de 240 e até 480 casos por 100 mil habitantes, e, em risco “moderado”, estão 65 concelhos, com menos de 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Da lista de risco extremamente elevado saíram esta semana 15 concelhos. António Costa sublinhou que a lista é dinâmica e será revista de 15 em 15 dias, alinhada com a revisão do Estado de Emergência.

Texto: ALVORADA com agência Lusa