Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

COVID-19: Pescadores de Peniche testados ao SARS-CoV-2 no laboratório do CETEMARES

Centro de diagnostico COVID 19

São 130 pescadores que operam a partir do Porto de Peniche que estão a ser testados, ontem e hoje, à pandemia do novo coronavírus no Centro Diagnóstico COVID-19 do Politécnico de Leiria, instalado no edifício CETEMARES - Centro de Investigação e Desenvolvimento (I&D), Formação e Divulgação do Conhecimento Marítimo, localizado na cidade piscatória.

Segundo o Politécnico de Leiria, esta acção é uma “resposta à preocupação demonstrada pela comunidade piscatória, no sentido de garantir um regresso seguro à sua actividade”. Este organismo público do Ensino Superior uniu esforços com o Ministério do Mar, o Ministério da Saúde (através da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e do ACES - Agrupamento dos Centros de Saúde - Oeste Norte), o Município de Peniche, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Peniche e a Organização de Produtores da Pesca do Centro. Para Rui Pedrosa, presidente desta IPL, estamos perante “um exemplo de conjugação multissectorial de esforços no apoio ao sector produtivo nacional e a toda a sociedade portuguesa”.

O laboratório do Politécnico de Leiria, que entrou em funcionamento no dia 27 de Abril, possui meios e recursos para desenvolver e aplicar testes de diagnóstico da Covid-19. Certificado pelo Instituto Nacional Dr. Ricardo Jorge, o centro funciona com a colaboração de professores e investigadores voluntários do Politécnico de Leiria. Trata-se, para esta instituição, “um instrumento essencial para, junto das populações mais vulneráveis, poder diagnosticar, prevenir, programar e delinear as estratégias de mitigação do contágio da população”.

Esta estrutura está particularmente dedicada na realização de 3.000 testes à Covid-19 aos utentes e trabalhadores das Estruturas Residenciais para Idosos e dos Serviços de Apoio Domiciliário nas Comunidades Intermunicipais da região de Leiria e da região Oeste e “noutros locais que se mostre como necessário”. A coordenação pertence ao Instituto da Segurança Social, I.P., através de um protocolo assinado com o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. Nas últimas duas semanas foram realizados, aproximadamente, 1000 testes aos trabalhadores dos lares da Comunidades Intermunicipais de Leiria e do Oeste.

O presidente do Politécnico de Leiria sublinha, em comunicado, que, “num curto espaço de tempo, conseguimos fazer obra para criar este espaço laboratorial, fizemos a aquisição de alguns equipamentos e formação dos voluntários que se ofereceram para colaborar (investigadores doutorados, bolseiros de investigação, estudantes de doutoramento e outros) e a contratualização de um seguro para os mesmos; adquirimos os reagentes para fazer os ensaios; fizemos os ensaios do painel de testes do Instituto Ricardo Jorge, e, no passado dia 24 de Abril, recebemos a certificação”. Rui Pedrosa sublinha que, contudo, “não foi um processo fácil, mas com este espírito colaborativo de todos, professores, investigadores e corpo técnico do Politécnico de Leiria foi possível estarmos agora a assegurar este serviço tão importante à nossa comunidade que permite transmitir segurança e confiança para a população em geral e em particular para comunidades normalmente mais vulneráveis”.

Texto: ALVORADA
Fotografia: IPL