Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

COVID-19: Centro Hospitalar do Oeste define regras de atendimento para casos suspeitos do vírus

covid 19 1320x420

O CHO - Centro Hospitalar do Oeste definiu novos circuitos nas suas urgências médico-cirúrgicas, criando áreas especificas para receber os casos suspeitos, separadas das habituais áreas para receber os restantes doentes com outras patologias. Em comunicado enviado ao ALVORADA, no âmbito da pandemia COVID-19, a instituição responsável pelos três hospitais públicos na região, informa que “estão de igual modo preconizadas áreas especificas para internamento de doentes infectados com circuitos independentes para doentes e profissionais”.

O conselho de administração do CHO alerta a população que apenas se deve dirigir à urgência hospitalar após contacto com a Linha SNS 24 (808 24 24 24). Assim, todas as pessoas que desenvolvam um quadro respiratório agudo de tosse (persistente ou agravamento de tosse habitual), ou febre (temperatura ≥ 38.0ºC), ou dificuldade respiratória, devem ligar para a Linha SNS 24. “A avaliação pela Linha SNS 24 fará o encaminhamento adequado a cada situação clínica, que poderá implicar o isolamento no domicílio e sob vigilância; a avaliação médica em Áreas Dedicadas COVID-19 nos Cuidados de Saúde Primários (ADC-COMUNIDADE) ou a avaliação médica em Áreas Dedicadas COVID-19 nos Serviços de Urgência do SNS (ADC-SU”, recorda a instituição hospitalar.

Caso o utente seja encaminhado para a Urgência Médico-Cirúrgica da Unidade de Caldas da Rainha, na entrada está alocado um enfermeiro que fará uma pré-triagem e encaminhará o doente para o local apropriado de atendimento: Urgência Pediátrica, Obstétrica/Ginecológica ou Geral. No período entre as 00h00 e as 8h00 o utente deverá acionar uma campainha para chamar o enfermeiro. Doentes com queixas respiratórias (tosse, febre e falta de ar) serão encaminhados de imediato para Zona de Triagem Respiratória.

Na Urgência Médico-Cirúrgica da Unidade de Torres Vedras, os utentes com queixas respiratórias (tosse, febre e falta de ar) deverão dirigir-se ao Balcão 5 (à esquerda da entrada do Serviço de Urgência, no exterior) onde será recebido por um enfermeiro que, após um questionário específico para validação de caso suspeito, encaminhará os mesmos para o espaço da Consulta Externa - Zona de Triagem Respiratória. Para as crianças, o procedimento é idêntico, sendo encaminhadas para o Serviço de Pediatria, onde existem áreas especificas para isolamento pediátrico.

Todos os utentes com queixas respiratórias da área de Peniche serão encaminhados para a Urgência Médico-Cirúrgica da Unidade de Caldas da Rainha.

O Centro Hospitalar do Oeste aproveita ainda para relembrar, neste comunicado, que os episódios de urgência triados com as cores verde (pouco urgente) ou azul (não urgente) da triagem de Manchester, estão a ser orientados para os Cuidados de Saúde Primários - ACES Oeste Norte e ACES Oeste Sul. Nestes casos, o utente deverá contactar o seu Centro de Saúde ou médico assistente e seguir as orientações que lhe forem transmitidas. Os utentes devem contactar o seu centro de saúde preferencialmente por telefone ou por correio electrónico. “Apenas se devem deslocar quando for absolutamente necessário ou indicação do médico ou enfermeiro após contacto telefónico”, alerta o CHO.

Recorde-se que o Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais de Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra.

Texto: ALVORADA