Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

GNR: três homens detidos na Lourinhã por caça ilegal

GNR

Três homens foram detidos pela GNR por caça ilegal na Lourinhã, anunciou ontem aquela força policial em comunicado.

Segundo a GNR, os três homens, com idades entre os 55 e 57 anos, foram detidos durante uma acção de fiscalização ao exercício da caça.

Na nota é referido que os militares detectaram que os suspeitos estavam a caçar numa zona onde a actividade não era permitida, nomeadamente a menos de 200 metros de uma infraestrutura turística e a menos de 100 metros de residências.

Na operação, a GNR apreendeu três armas de fogo, livretes e manifestos das armas e três cartas de caçadores.

Os detidos foram constituídos arguidos e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial da Lourinhã, para aplicação das medidas de coação.

A acção contou com o reforço de militares dos Postos Territoriais da Lourinhã, Torres Vedras, Santa Cruz e Sobral de Monte Agraço.

A GNR relembra que entre outros locais, constituem áreas de protecção (áreas onde o exercício da caça pode causar perigo para a vida, saúde ou tranquilidade das pessoas ou constitui risco de danos para os bens) os seguintes locais: praias de banho, terrenos adjacentes a estabelecimentos de ensino, hospitalares, prisionais ou tutelares de menores, científicos, lares de idosos, instalações militares ou de forças de segurança, estabelecimentos de protecção à infância, estações radioeléctricas, faróis, portos marítimos e fluviais, aeroportos, instalações turísticas, parques de campismo e desportivos, instalações industriais e de criação animal, bem como quaisquer terrenos que os circundem, numa faixa de protecção de 500 metros; povoados numa faixa de protecção de 250 metros; as estradas nacionais (EN), os itinerários principais (IP), os itinerários complementares (IC), as auto-estradas, as estradas regionais das Regiões Autónomas (ER) e as linhas de caminho de ferro numa faixa de protecção de 100 metros.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Paulo Ribeiro/ALVORADA (arquivo)