Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Duas pessoas baleadas após assalto no Sobral e suspeitos continuam em fuga

PJ

Duas pessoas, tio e sobrinha, foram baleadas esta madrugada na sequência de um assalto a uma residência, no Sobral. Os suspeitos, dois homens com cerca de 35 anos, continuam a ser procurados pelas autoridades. As vítimas foram encontradas de manhã na freguesia de São Bartolomeu dos Galegos. Ambos apresentavam ferimentos de balas e foram transportados para hospitais em Lisboa: a mulher para Santa Maria e o homem para São José.

A fonte da GNR explicou à Lusa que esta situação terá começado com um roubo, na residência do homem. “Entraram e roubaram dinheiro, uma arma de fogo e uma viatura, na qual obrigaram as vítimas a entrar”, descreveu. O homem tem 70 anos e a mulher 53 anos.

A mulher foi a primeira a ser encontrada por um popular, às 8h45, que pediu ajuda à beira da estrada perto do Casal da Galharda. Na altura tinha as mãos amarradas com uma fita plástica e apresentava vários ferimentos, consequência dos maltratos que terá sofrido dos assaltantes. Contou na altura à GNR que foi sequestrada e colocada no banco traseiro do automóvel do tio, que tinha sido roubado pelos meliantes, tendo o homem sido colocado, também ferido, no porta-bagagens. Mais tarde foi abandonado pelos assaltantes junto a um eucaliptal também amarrado. Os telemóveis das vítimas foram furtados pelos assaltantes.

Os suspeitos que continuam em fuga na viatura furtada - Peugeot 206, cor cinza e de duas portas - terão nacionalidade portuguesa e brasileira e presume-se que continuem armados. A GNR tratou da ocorrência mas como o crime envolve o recurso a armas de fogo passou para a alçada da Polícia Judiciária, que está a coordenar as investigações, tendo sido montada uma operação policial para localizar e deter os suspeitos que continuam em parte incerta.

ALVORADA com Lusa, Correio da Manhã e TVI