Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Museu da Lourinhã: inaugurada exposição ‘Quantas perguntas pode responder um fóssil?’

exposicaoninhopaimogomuseudr

Para celebrar a 2ª edição do evento ‘Dinossauros Saem à Rua’, que decorreu na vila da Lourinhã entre os dias 14 e 17 de Julho, o Museu da Lourinhã inaugurou este domingo, dia 17, a exposição temporária ‘Quantas perguntas pode responder um fóssil?’, que apresenta as últimas descobertas sobre um dos fósseis mais importantes de Portugal: os ovos de dinossauro de Paimogo.

Esta exposição itinerante, que estará patente nos próximos meses, sobre uma das peças mais emblemáticas da instituição lourinhanense, os ovos de Paimogo, integra um conjunto de mais de 100 ovos fósseis de dinossauros e de parentes de crocodilos com mais de 150 milhões de anos, preservados juntamente com restos embrionários de dinossauros terópodes.

Parte deste fóssil, descoberto em 1993 por Isabel Mateus, pode ser visitado no Parque dos Dinossauros da Lourinhã (PDL), mas esta nova exposição apresenta um novo bloco inédito do conjunto original, preparado no PDL durante dois anos e estudado por cientistas da Universidade Nova de Lisboa, Universidade de Coimbra e Universidade de Zaragoza (Espanha).

Miguel Moreno-Azanza, curador desta mostra, afirmou que “a nova exposição convida o visitante a perceber como os paleontólogos trabalham e como eles colaboram com sedimentólogos, geoquímicos, geofísicos e mineralogistas para alcançar uma abordagem holística dos fósseis e reconstruir melhor a biologia dos animais do passado. Tudo isso com um design expositivo inovador e acessível para o público de todas as idades”.

A exposição faz parte do projecto PTDC/CTA-PAL/31656/2017 financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, e pode ser visitada no Museu de Lourinhã até ao final deste ano.

Texto: ALVORADA
Fotografia: Direitos Reservados