Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Legislativas: Lourinhanense Maria de Fátima Fonseca reeleita deputada pelo PS

eleicoes legislativas III

O PS é o partido mais votado com 41,62% dos votos e 111 mandatos nas eleições legislativas deste domingo, quando estavam apurados os resultados provisórios em 3.089 das 3.092 freguesias. De acordo com dados da Secretaria-Geral do Ministério de Administração Interna - Administração Eleitoral, o PSD é o segundo partido mais votado com 27,93% às 00h00. Apesar de não estar fechado o resultado eleitoral, o PS poderá conseguir a maioria absoluta.

No distrito de Lisboa, o PS elegeu 21 dos 48 deputados (40,8%) e, entre os eleitos socialistas, figura a lourinhanense Maria de Fátima Fonseca (16ª), que é presentemente a secretária de Estado da Inovação e da Modernização Administrativa. A lista socialista deste círculo eleitoral voltou a ser liderada pelo secretário-geral e Primeiro-Ministro António Costa. O deputado oestino João Nicolau (22º), natural de Alenquer, vai seguramente continuar a ocupar a cadeira de deputado, com a saída de António Costa para chefiar o Governo.

O PSD tem 13 eleitos (24,1%), entre os quais o deputado oestino Duarte Pacheco (5º), natural do Sobral de Monte Agraço e líder do PSD/Área Oeste. A lista social-democrata foi liderada pelo deputado Ricardo Baptista Leite.

A Iniciativa Liberal tem quatro deputados (7,9%), entre os quais o líder João Cotrim Figueiredo, cabeça-de-lista por Lisboa. O Chega elegeu o líder André Ventura e também quatro deputados (7,7%). O PCP/PEV elegeu dois deputados (5%), entre os quais o cabeça-de-lista e secretário-geral comunista Jerónimo de Sousa. O Bloco de Esquerda, com dois deputados, teve à frente da lista a deputada Mariana Mortágua (4,7%). E o Livre voltou a reeleger um deputado (2,4%), desta vez Rui Tavares.

Notícia em actualização.

Texto: ALVORADA