Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Assinado protocolo de cooperação entre o Parque dos Dinossauros da Lourinhã, o GEAL/Museu da Lourinhã e a Universidade de Aveiro

protocolodinogealua1

Decorreu ao início da tarde desta quarta-feira, dia 20, a assinatura de um protocolo de cooperação entre o Parque dos Dinossauros da Lourinhã, o GEAL - Grupo de Etnologia e Arqueologia da Lourinhã/Museu da Lourinhã e a Universidade de Aveiro, dedicado à promoção da investigação da paleontologia nestas instituições.

O documento assinado é um complemento ao protocolo assinado a 9 de Julho entre o Parque dos Dinossauros da Lourinhã e a Universidade de Aveiro que previa a possibilidade de os alunos do Departamento de Geociências desta universidade poderem realizar estágios no âmbito das atividades do Dino Parque, bem como fazerem uso dos laboratórios e equipamentos de investigação daquele parque temático. Juntam-se agora as instalações do Museu da Lourinhã para esse trabalho.

Na ocasião, Jorge Ferreira referiu que “nesta altura vamos ter também, com muito prazer e orgulho, a colaboração importantíssima do GEAL”, disse o director de operações do Dino Parque da Lourinhã. “O GEAL foi lembrado desde o primeiro momento e esteve na nossa ideia a integração do mesmo neste protocolo, porque só assim faz sentido pois é onde nasceu e onde estão os principais achados e os responsáveis de fósseis da área da paleontologia em Portugal e nomeadamente no concelho da Lourinhã e é também um dos motivos pelo qual o Dino Parque está instalado na Lourinhã”.

Segundo Jorge Ferreira, o protocolo “serve para reforçar essa ideia e esse trabalho que já existia anteriormente e vai continuar, dando mais condições para mais pessoas poderem trabalhar a área da paleontologia, pois haverão mais locais para cada um poder executar o seu trabalho”.

Já o presidente do GEAL/Museu da Lourinhã, Vital Rosário, relembrou que “se há matéria que permite aos dias de hoje que a Lourinhã seja reconhecida nacional e até internacionalmente, é a paleontologia, resultante de todo o trabalho de investigação científica feito pelo Museu da Lourinhã, que esta associação tutela” pelo que considerou ser “da mais elementar justiça estarmos aqui hoje a assinar este protocolo com a Universidade de Aveiro e o Parque dos Dinossauros da Lourinhã, complementando o acordo anteriormente ocorrido entre estas duas entidades”.

A cerimónia contou com a presença de alunos da licenciatura em Geologia e em Biologia e Geologia da Universidade de Aveiro que vieram à Lourinhã numa saída de campo, com visita ao Dino Parque e ao afloramento da praia do Caniçal.

protocolodinogealua2

Mais informações na próxima edição do ALVORADA.

Texto e fotografia: ALVORADA