Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Chega apresentou candidatos às autárquicas no concelho em jantar convívio

jantarchega

Somos a voz da esperança”, afirmou o candidato do Chega à presidência da Câmara Municipal da Lourinhã, no decorrer da apresentação dos candidatos do partido às eleições autárquicas no nosso concelho. “Sinto que é possível ganhar as eleições no próximo dia 26 de Setembro. É para isso que vamos trabalhar. Sei que há missões mais difíceis”, frisou Renato Henriques.

A iniciativa decorreu no passado dia 10, num jantar que juntou, no Vimeiro, cerca de 150 pessoas, onde marcaram presença dirigentes nacionais do partido, representantes da distrital de Lisboa e várias concelhias do distrito.

O candidato lourinhanense, de 42 anos, referiu que a Lourinhã está no mapa e é para si muito gratificante ser consigo a sua equipa. “Não foi fácil porque nós entendemos primeiro construir as equipas das juntas de freguesia, porque achámos que uma casa começa pelos alicerces”.

Renato Henriques assegura que é possível fazer mais e melhor pelo concelho. “Não vivemos da política, estamos cá para servir e não para ser servidos”, disse. Durante o seu discurso, o candidato apontou algumas críticas ao actual executivo. “Chega de jogadas de bastidores. O PDM da Lourinhã tem de ser para todos. Chega de falta de médicos e enfermeiros nos Centros de Saúde que estão fechados. A saúde tem de ser para todos. Não aceitamos que uma pessoa em Ribamar, no Reguengo Grande ou na Moita dos Ferreiros tenha que ir fazer um penso à Lourinhã”. Por outro lado, continuou, “chega de esgotos a céu aberto. Chega do Rio Grande ser o esgoto da Lourinhã. Chega de uma orla costeira abandonada. Chega de uma agricultura esquecida. Chega de oferecer sacos para apoiar as pessoas e as empresas quando em plena pandemia há pessoas com falta de rendimentos a receberem a carta do IMI para pagar”.

A todos os que integram as listas do partido CHEGA na Lourinhã, o candidato pediu dedicação e trabalho. “A batalha vai começar. Amanhã é o primeiro dia do resto das nossas vidas. Dia 26 vamos todos acreditar que é possível uma mudança”, concluiu.

Chamada a usar da palavra, a candidata à presidência da Assembleia Municipal, partilhou com os presentes a história do início do partido na Lourinhã, a que costuma chamar ‘Um sonho de um almoço de Verão’. “Foi num almoço de Verão casual que me cruzei com o Renato Henriques e conversámos sobre o país, o concelho, governança e olhei para ele e pensei: tenho ali o candidato ideal à presidência da Câmara da Lourinhã”, contou Fernanda Lopes.

A candidata recordou com os presentes um problema de saúde vivido por Renato Henriques há uns anos. “Ele poderia não estar hoje fisicamente entre nós e precisamente o nome Renato é aquele que renasce, que nasce duas vezes. O Renato já nasceu a primeira vez para a política há uns anos assim como eu, afastou-se pelo desencanto e desilusão que sentiu e hoje com muito orgulho renasce para o Chega e para a Lourinhã”, concluiu.

O responsável nacional do partido, Nuno Afonso, também marcou presença no evento tendo referido aos presentes que tem seguido com atenção o percurso do Chega na Lourinhã. “Foram dos primeiros, senão os primeiros a ter uma sede própria e isso revela muito do tipo de pessoas com quem estamos a lidar”, revelou. “São pessoas simples e trabalhadoras, que saem do seu trabalho e vêm trabalhar em prol do partido porque sabem que isso é trabalhar em prol dos seus filhos, das suas famílias e do nosso futuro”, concluiu Nuno Afonso.

Durante o jantar foram ainda várias as intervenções, nomeadamente da vice-presidente da distrital de Lisboa do CHEGA, Patrícia Almeida, da presidente do Movimento de Mulheres Chega, Cristina Vieira, do mandatário do partido em Odivelas, Hugo Ernano, e de todos os candidatos às juntas de freguesia do concelho da Lourinhã.

Texto: Sofia de Medeiros/ALVORADA
Fotografia: Renata Cunha/RCL