Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Primeiro Museu Digital Vodafone inaugurado esta terça-feira no Museu da Lourinhã

Museu da Lourinha obras novas 1

O Governo vai marcar presença com dois representantes oficiais na cerimónia de inauguração, esta terça-feira, no Museu da Lourinhã, naquele que é o primeiro Museu Digital Vodafone, assinalando-se este investimento no Dia Internacional dos Museus. A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, e o secretário de Estado adjunto e do Desenvolvimento Regional, Carlos Miguel, vão marcar presença na sessão, que representa a consolidação do projecto ‘Património Cultural e Paleontológico + Acessível, constituído para a modernização do museu lourinhanense, de modo a torná-lo mais interactivo e atractivo para os visitantes e mais acessível a todos, tal como revelámos na última edição impressa do nosso jornal.

Segundo um comunicado do Museu da Lourinhã enviado ao ALVORADA, este projecto “constitui-se como a primeira fase de um processo mais amplo e integrado de renovação global do museu”. Nesta fase, o foco centra-se na modificação de alguns dos espaços, com a eliminação de barreiras físicas, na criação do Jardim Jurássico e nos conteúdos expositivos, através da transformação digital. Vai estar disponível, para os visitantes, quiosques digitais ao longo do percurso expositivo, para potenciar a descoberta e a aquisição de novos conhecimentos. “A aplicação móvel para os visitantes (que garante o acesso facilitado, em qualquer lugar, a diversas informações sobre o museu) e a aplicação de realidade virtual (que permitirá aos visitantes viverem experiências únicas e totalmente imersivas, em tempo real, como a visualização de dinossauros em 3D)”, informa ainda a instituição pertença do GEAL - Grupo de Etnologia e Arqueologia da Lourinhã.

Com a colaboração da operadora de telecomunicações da multinacional inglesa, o Museu da Lourinhã passa assim a ser o primeiro Museu Digital Vodafone. O Jardim Jurássico recria um ambiente da flora da época do Jurássico, período em que viveram os dinossauros já descobertos na formação da Lourinhã, estudados e divulgados. Este projecto potencia o trabalho de investigação científica realizado ao longo de décadas no Museu da Lourinhã, em particular no domínio dos dinossauros e que tem sido incrementado nos últimos anos, tornando o conhecimento mais facilmente acessível a todos. "A modernização do museu permitirá desenvolver o seu papel como principal pólo de atracção de pessoas ao centro urbano da Lourinhã, beneficiando não só o museu mas também o comércio local”, garante a instituição.

Este projecto foi desenvolvido no âmbito da iniciativa comunitária promovida pelo PDR 2020 (Programa de Desenvolvimento Rural), Portugal 2020, e cofinanciado pelo FEADER (Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural), Medida 10 Leader (Programa de Desenvolvimento Rural do Continente), Operação 10.2.1.6 Renovação de Aldeias, representando um investimento que ascende a 107 mil euros, segundo apurou o ALVORADA. “Nos actuais tempos especialmente difíceis temos tido o importante apoio, sobretudo, do Município da Lourinhã, sendo também de referir o da União de Freguesias da Lourinhã e Atalaia, bem como da comunidade, pessoas e organizações diversas”, enaltece o Museu da Lourinhã.

Neste dia comemora-se também o Dia Internacional dos Museus, com o tema ‘O Futuro dos museus: recuperar e reimaginar’, que convida a uma reflexão sobre a criação de novas práticas de gestão deste tipo de estruturas culturais susceptíveis de ajudarem a superar as dificuldades existentes e agravadas pela crise pandémica. A promoção de novas formas de experiências e de divulgação culturais, sendo o processo de digitalização um dos modos de inovação, “constituir-se-ão como meios capazes de se fazer o caminho do progresso”, conclui o comunicado.

Texto: ALVORADA
Fotografia: Sofia de Medeiros/ALVORADA