Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Autárquicas-Lourinhã: membros demissionários da Comissão Política do PSD esclarecem processo autárquico

eleicoes autarquicas de 2021

Os dirigentes Ricardo Pereira e Pedro Quintans, que integraram até há poucos dias a Comissão Política do PSD/Lourinhã, numa nota enviada ao ALVORADA, esclarecem, no âmbito do processo autárquico, que houve quatro pessoas convidadas para encabeçar a lista social-democrata à Câmara Municipal antes da homologação final pela estrutura nacional do partido do candidato Orlando Carvalho.

Ricardo Pereira e Pedro Quintans, que pediram, entretanto, a demissão do órgão, a 1 e 5 deste mês, respectivamente, sublinham que “estes esclarecimentos são importantes”, no seguimento das notícias que vieram a público acerca do processo autárquico do PSD da Lourinhã em diversos órgãos de comunicação. Os dois ex-dirigentes revelam que Nuno Sampaio, líder da bancada laranja na Assembleia Municipal, “foi convidado, por unanimidade da Comissão Política da Lourinhã, para liderar a lista à Câmara e após período de analise, declinou”. Seguiu-se o convite ao também deputado municipal do partido António Gomes, “por unanimidade da Comissão Política da Lourinhã, para liderar a lista à Câmara e não aceitou liderar o processo”.

O terceiro convite foi feito ao vereador social-democrata Hernâni Santos. “Foi convidado, por unanimidade da Comissão Política da Lourinhã, para liderar a lista à Câmara, e a pedido do mesmo foi efectuada uma sondagem, tendo o resultado chegado no dia 27 de Março às 21h00 horas. No dia seguinte, o mesmo efectuou uma reunião para finalizar os nomes da Lista Candidata e transmitiu à Comissão Política a sua equipa às 17h30”. Os motivos da posterior recusa do candidato foram, entretanto, elencados esta semana ao ALVORADA pelo próprio Hernâni Santos, tal como noticiámos esta quinta-feira.

Conclui a nota de esclarecimento de Ricardo Pereira e Pedro Quintans que “dia 29 de Março, a Comissão Política reunião de urgência e foi apresentada uma proposta pela presidente da Comissão Política: Pedro Antunes como candidato do CDS numa lista conjunta”. Esta proposta, segundo os dirigentes demissionários, “foi aprovada com 3 votos a favor, 1 abstenção e 2 contra na Comissão Política do PSD da Lourinhã e com 2 votos favoráveis pela estrutura da JSD”. Justificam também que, “como consequência deste processo começado a 27 de Março e levado até 29 de Março, (…) apresentaram a demissão da Comissão Política”. “Em conclusão, esclarecemos que as notícias vindas a público tinham um lapso dos acontecimentos entre a recusa do militante Nuno Sampaio e a proposta do Pedro Antunes, e as várias etapas de demissões da Comissão Política do PSD da Lourinhã. Sabemos que é na Assembleia de Militante de dia 9 de Abril que se vai debater estes e outros assuntos do foro interno, mas temos que acrescentar estas verdades ao que já foi tornado público por outros militantes para defender quem convidámos para liderar a candidatura” à CML, conclui a nota de esclarecimento.

Recorde-se que esta noite decorre uma Assembleia de Militantes do PSD/Lourinhã para analisar exclusivamente este processo conturbado da escolha do candidato à Câmara Municipal. A reunião decorre por videoconferência devido à pandemia, tendo sido solicitada ao presidente da mesa, Carlos Santos, pela presidente demissionária da Comissão Política, Mafalda Taborda de Lourenço, órgão que se demitiu em bloco no seguimento da polémica mantida com a estrutura distrital no âmbito deste dossiê.

Texto: ALVORADA