Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Município da Lourinhã desenvolve Plano Local para a Integração da Comunidade Cigana

cml

A Câmara Municipal da Lourinhã anunciou hoje a realização do Plano Local para a Integração da Comunidade Cigana (PLICC), precisamente no Dia Internacional do Cigano que hoje é celebrado em todo o mundo.

Em comunicado enviado ao ALVORADA, a edilidade informa que se trata do “início de um caminho” e que o “este plano acompanhará as recomendações e orientações do Alto Comissariado para as Migrações e da Estratégia Nacional para a Integração das Comunidades Ciganas 2013-2022, prevendo a parceria com várias entidades ao nível local, regional e nacional, consciente de que um plano com esta ambição só poderá resultar com a colaboração e participação de toda a sociedade civil”.

O PLICC vai visar a plena integração das pessoas ciganas no tecido sociocultural do nosso concelho, acompanhado por medidas de coesão social, “através da implementação e acompanhamento de medidas concretas nas áreas da educação, habitação, formação, bem como de mediação, igualdade de género e cidadania participativa”.

Segundo a Câmara Municipal da Lourinhã, actualmente está em curso a elaboração de um diagnóstico, de forma a “aprofundar o conhecimento da realidade social da comunidade cigana do concelho, determinar os principais impedimentos, assim como os recursos locais disponíveis para facilitar esta integração”.

O Dia Internacional do Cigano é comemorado a 8 de Abril desde 1971, pois foi nessa data que se realizou o primeiro encontro internacional de ciganos em Orpingtion, nas redondezas de Londres, no Reino Unido. A data foi posteriormente institucionalizada pela ONU como ‘International Romani Day’. Os ciganos representam a maior minoria étnica na Europa, e, ao mesmo tempo, a mais discriminada, com um acesso dificultado à educação, à habitação, aos serviços de saúde e ao trabalho, sendo a sua integração uma atenção particular dos objectivos a desenvolver pela Comissão Europeia.

Mais pormenores sobre este assunto na próxima edição impressa do ALVORADA, nas bancas na próxima semana.

Texto: ALVORADA
Fotografia: Sofia de Medeiros/ALVORADA (arquivo)