Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Polícia Judiciária deteve um homem acusado de crime de incêndio no Moledo

PJ 12

A Polícia Judiciária, através da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, identificou e deteve um homem, de 32 anos, por fortes indícios da prática de crime de incêndio, ocorrido no passado fim-de-semana no Moledo, no concelho da Lourinhã.

Em comunicado, a PJ esclarece que “o detido, após uma noite de diversão e já alcoolizado, quando se deslocava para casa, decidiu incendiar uma habitação devoluta sita na mesma rua, por ser pertença de um seu conhecido, com o qual tem divergências e conflitos há vários anos”.

A investigação policial apurou ainda que, em 2018, o detido já tinha incendiado um outro imóvel, “propriedade do mesmo ofendido, situado na mesma artéria” da aldeia do Moledo.

A residência incendiada era constituída por dois andares, sendo o piso superior sustentado por madeiras, o qual acabou por ruir. O incêndio só não tomou proporções de maior relevo, segundo a PJ, devido a rápida actuação dos Bombeiros Voluntários da Lourinhã, “a qual afastou o perigo de alastramento a outras habitações, todas com estruturas de telhado em madeira”.

O suspeito foi detido pelas autoridades e presente a primeiro interrogatório judicial, tendo o juiz de instrução criminal decidido aplicar, como medida de coação processual, a obrigação de se apresentar semanalmente à GNR da Lourinhã.

Texto: ALVORADA
Fotografia: Direitos Reservados