Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Lourinhã lança concursos para obras de requalificação na vila orçadas em dois milhões de euros

cml

A Câmara Municipal da Lourinhã aprovou o lançamento de quatro concursos, no total de cerca de dois milhões de euros, para várias obras de requalificação urbana na sede do concelho. As propostas foram aprovadas com o voto favorável da maioria socialista e a abstenção dos vereadores do PSD.

Os trabalhos, com prazo de execução de um ano depois de consignadas, pretendem dotar a vila da Lourinhã de melhores espaços públicos para dinamizar o comércio e atrair visitantes, de acordo com os projectos e os cadernos de encargos dos concursos, a que a agência Lusa teve acesso.

Uma das empreitadas lançadas a concurso é a requalificação do Parque Verde da Cegonha, orçada em 622 mil euros. O projecto inclui percursos pedestres e áreas para exercício físico ao ar livre, como circuito de manutenção, campo de jogos, parque infantil, anfiteatro informal, instalação de uma réplica de dinossauro em tamanho real e espaços verdes. A obra articula-se com a intervenção de reabilitação do Rio Grande dentro do perímetro da vila, também lançada a concurso por 490 mil euros.

Para o município, as duas frentes de obra são consideradas "um projecto estruturante a nível ecológico de renovação e valorização da zona ribeirinha e dos recursos ambientais, permitindo criar uma nova dinâmica na ligação da vila à linha de água e proporcionar a residentes e visitantes as melhores condições de qualidade de vida". A autarquia lançou também um concurso, no valor de 493 mil euros, para a reabilitação do espaço público da Rua Engº Adelino Amaro da Costa. O projecto engloba a construção de percursos pedonais, melhoria da circulação automóvel e criação de áreas de estacionamento, introdução de áreas verdes, instalação de mobiliário urbano, modernização das infraestruturas básicas, e instalação de novos ecopontos e de pontos de carregamento para carros eléctricos.

Por 389 mil euros, foi também lançada a concurso a requalificação ambiental e paisagística da envolvente à Igreja do Castelo, monumento nacional datado dos finais do século XIV. Estão previstas obras de repavimentação, de reorganização da circulação automóvel e do estacionamento, de delimitação da circulação pedestre, instalação de novo mobiliário urbano, recuperando o miradouro existente no local.

No âmbito do plano de regeneração urbana, a autarquia já tinha lançado em Maio um concurso de 297 mil euros para a requalificação dos antigos Paços do Concelho. Em Março de 2019 lançou ainda concursos de cerca de meio milhão de euros e de 165 mil euros para, respectivamente, a aquisição de 13 modelos de dinossauro à escala e obras de adaptação dos espaços onde estes estão em fase final de instalação para a criação de uma Rota dos Dinossauros.

Recorde-se que em Outubro, o município contraiu um empréstimo de 972 mil euros, através do Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas (IFRRU) 2020, destinado a garantir a comparticipação municipal nos projectos do Plano de Acção de Regeneração Urbana para a vila.

Estas obras de regeneração urbana são financiadas em 85% por fundos comunitários.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Sofia de Medeiros/ALVORADA (arquivo)