Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Assembleia Municipal da Lourinhã inclui votos de pesar pelo desaparecimento de três munícipes

CMLourinha Municipio vert 1

A Assembleia Municipal da Lourinhã vai deliberar, este sábado, sobre as propostas de votos de pesar pelo falecimento de três munícipes que tiveram um grande contributo para a causa pública no nosso concelho. Por proposta do presidente deste órgão deliberativo, António Alberto Santos, que recebeu a anuência dos líderes de todas as bancadas partidárias, serão evocados Domingos Carneiro, Fernando Rodrigues e João Pedro Catela. Os votos de pesar serão votados no período antes da ordem do dia desta sessão que tem início marcado para as 15h00, no Salão Nobre dos Paços do Município.

Domingos Carneiro, ex-presidente da Junta de Freguesia do Reguengo Grande, cargo que desempenhou ao longo de vários mandatos pelo PS e, também, pelo CDS, faleceu aos 80 anos, no passado dia 27 de Março, na sequência de problemas cardíacos. O autarca foi cabeça-de-lista da CDU nas últimas eleições autárquicas, perdendo para a actual presidente, Ana Barros, que encabeçou a lista do PS. Domingos Carneiro foi uma das pessoas determinantes para a construção da sede da Associação Cultural, Desportiva e Recreativa do Reguengo Grande, da criação do Centro de Arte e Cultura e do Museu do Reguengo Grande, entre outras obras que ficam no seu legado.

Fernando Rodrigues faleceu aos 66 anos no passado dia 26 de Abril, em casa, vítima de doença prolongada. Residia há largos anos no Vimeiro, tendo adoptado como seu o concelho da Lourinhã. Foi autarca socialista e, ainda, um dos fundadores da AMBV - Associação para a Memória da Batalha do Vimeiro. Grande entusiasta pela cultura e, particularmente, pela fotografia, é autor de um espólio valioso sobre as gentes e actividades do nosso concelho, que retratou e filmou como ninguém ao longo de vários anos.

João Pedro Catela, até agora presidente da direcção da Adega Cooperativa da Lourinhã, faleceu na madrugada do passado dia 24, vítima de doença prolongada. O dirigente associativo, que liderava a instituição lourinhanense desde 1996, tinha 67 anos e foi responsável pela reestruturação da ACL, que atravessou períodos muito complicados do ponto de vista financeiro e organizativo. O seu contributo foi imprescindível para a elevação a um novo patamar promocional, no país e no estrangeiro, da Aguardente DOC Lourinhã.

Com 16 pontos da ordem de trabalhos, a Assembleia Municipal da Lourinhã vai reunir este sábado e, devido à pandemia de Covid-19, a intervenção pública presencial “está suspensa”, pelo que a sessão iniciar-se-á com o Período de Antes da Ordem do Dia, seguido da apreciação da Ordem de Trabalhos. A sessão vai ser transmitida pela primeira vez, em directo, ‘on-line’, através da rede social Facebook, refere uma informação publicada na página oficial do município na internet, a exemplo do que é já feito por vários municípios do país em resposta aos problemas gerados pela pandemia, no tocante à concentração de pessoas e distanciamento social. “Esta medida veio para ficar porque era vontade de todos os partidos políticos”, assegurou o presidente António Alberto Santos ao ALVORADA.

Texto: ALVORADA