Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Época balnear arranca este sábado no concelho da Lourinhã condicionada pela Covid-19

praias covid 19

Tem início este sábado a época balnear no concelho da Lourinhã, este ano um pouco mais tarde do que é habitual, por decisão da Câmara Municipal, devido à pandemia de Covid-19. Vai vigorar até 13 de Setembro. Face às restrições impostas pelo Governo, a APA - Agência Portuguesa do Ambiente estabeleceu a capacidade e potencial de ocupação de cada praia neste Verão, pelo que as praias do nosso concelho terão, em simultâneo, a capacidade de acolher 8.230 banhistas. De acordo com o mapa publicado por este organismo tutelado pelo Ministério do Ambiente, foram consideradas seis praias balneares na área do município lourinhanense: Areia Branca (600 pessoas), Areia Branca - Foz (2.300), Areal Sul (3200), Peralta (1400), Porto Dinheiro (600) e Valmitão (130). As praias de Peralta e Valmitão estão também inscritas com a categoria ‘uso limitado’ devido à instabilidade das arribas.

Segundo relevou ao ALVORADA o vereador João Serra, responsável pela Gestão do Litoral/Ambiente, a decisão da APA em relação ao nosso concelho reflecte o que foi “a nossa análise relativamente às várias praias”. “O que nos apercebemos foi que aquelas que podem ter mais problemas em termos de ocupação, será sempre a Areia Branca (de acordo com os concessionários vai ser mais difícil de gerir), por ser urbana e historicamente de maior pressão, para além de Valmitão, pelo número de pessoas que podem estar ao mesmo tempo na praia (apesar do número baixo há uma zona que não foi definida pela APA). Nas restantes é uma questão das pessoas se dispersarem pelo areal”, analisa o autarca.

Ainda segundo João Serra,no âmbito do contexto da pandemia, os residentes no concelho da Lourinhã deram uma resposta mais do que positiva”, pelo que “estou à espera que as pessoas respeitem a regras que foram definidas”. Para o efeito foi feito um plano para cada uma das praias que foi apresentado a cada um dos concessionários. É aconselhável que os banhistas consultem a ‘app’ da Agência Portuguesa de Ambiente que vai dar a informação sobre o estado da lotação disponível em cada praia.

Segundo garantiu a Câmara Municipal ao ALVORADA, já se encontram colocadas as regras das praias nos acessos principais, assim como a informação da sinaléctica de praia enviada pela APA para a autarquia. Quanto à qualidade da água balnear encontra-se excelente, segundo os mais recentes dados desta agência pública. “Este ano e por excepção devido à situação pandémica, a limpeza e desinfecção das instalações sanitárias, posto de primeiros-socorros dos apoios de praia e recolha de resíduos dos contentores de praia, será assegurada pelo Município da Lourinhã, apesar da competência recair nos concessionários de praia”, informa a Divisão de Águas e Ambiente da edilidade.

Texto: ALVORADA
Fotografia: CML