Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

COVID-19: Funcionários do Lar de Idosos da Associação da Cabeça Gorda foram já todos testados

Lar da Cabeca Gorda

O Lar de Nª Srª da Piedade, da Associação para o Desenvolvimento da Cabeça Gorda, foi a primeira IPPS do concelho da Lourinhã a realizar testes à Covid-19 a todos os funcionários, revelou ao ALVORADA o presidente da direcção Paulo Santos. Esta operação contou com o apoio da Segurança Social, Cruz Vermelha Portuguesa e Instituto de Medicina Molecular da Universidade de Lisboa. A associação não recebeu até ao momento a informação de quer se tenha registado qualquer caso positivo. Esta instituição tem 35 utentes na ERPI - Estrutura Residencial para Idosos/lar, presta apoio a 10 idosos servidos pelo Serviço de Apoio Domiciliário, bem como aos utentes do Centro de Dia que estão em suas casas e recebem diariamente as suas refeições.

Sobre a situação dos lares do nosso concelho, o presidente da Câmara Municipal, João Duarte Carvalho, em entrevista publicada nesta edição do ALVORADA, que foi hoje para as bancas, sublinha que a situação está controlada. “Desde o início desta fase que passei por todos os lares, um a um, e constatei que desde a primeira hora que ninguém pode entrar, os contactos são feitos à janela ou por telefone, pelo que foi um trabalho muito importante desenvolvido pelos responsáveis destas instituições. Há directores que estão em permanência dentro da unidade, não saem e vivem em quarentena como medida de prevenção e é importante que continuem a fazer este trabalho”, frisou ao nosso jornal. Por outro lado, o edil sublinhou que “através da OesteCIM - Comunidade Intermunicipal do Oeste assumimos com o Governo que pagamos 50% do custo da realização dos testes aos utentes e funcionários dos lares de idosos. Mas como estamos com uma óptima relação de trabalho com a ARSLVT e com o Grupo Germano de Sousa, optámos por esta solução do Centro de Testes na Lourinhã. Mas, se for necessário, ao ultrapassarmos a capacidade de testagem deste laboratório, recorríamos ao acordo entre o Governo e a OesteCIM. Os nossos colegas autarcas estão a assegurar os testes apenas aos funcionários e, apenas quando há casos positivos, são alargados aos utentes”.

A ministra da Segurança Social esteve esta segunda-feira em Peniche, por ocasião da assinatura de um protocolo com o Instituto Politécnico de Leiria para a criação em Peniche, na estrutura Cetemares, de um laboratório de diagnostico da Covid-19. Ana Mendes Godinho referiu na ocasião que o programa de testes nos lares do país deverá ficar concluído dentro de três semanas, abrangendo 65 mil trabalhadores, mantendo-se depois em monitorização, disse hoje a ministra da Solidariedade e Segurança Social.

O programa de testes nos lares, com a realização de 4000 diários, conta actualmente com duas dezenas de parceiros, entre universidades, politécnicos, unidades de investigação e administrações regionais de saúde, disse a ministra. "O objectivo é isolar casos positivos entre profissionais que trabalham nos lares, visto que os lares não têm visitas há mais de um mês e quem tem o risco de ser portador do vírus são os trabalhadores", explicou Ana Mendes Godinho. O programa contempla outras medidas, "como a adequada separação de utentes e a correcta utilização de equipamentos de protecção individual", recorda. "Mais de 50% das pessoas que estão nos lares têm mais de 80 anos, o que demonstra que é uma população frágil e vulnerável", sublinhou a governante. Este programa é concretizado com as comunidades intermunicipais, em articulação com as autoridades de saúde locais e os centros distritais da Segurança Social.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Sofia de Medeiros/ALVORADA (arquivo)