Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

DIÁSPORA-COVID-19: testemunho do casal Ana e Jorge Antunes, do Toledo, residente na Alemanha

anaejorgeantunes

Como está a viver a Diáspora da Lourinhã este novo tempo, em que o centro das atenções é a pandemia da Covid-19? O ALVORADA iniciou a partilha de testemunhos de vida dos emigrantes lourinhanenses que se encontram espalhados pelos quatro cantos do mundo.

Neste tempo difícil que todos atravessamos, com uma pandemia que reduz ao máximo o contacto entre todos, queremos desta forma manter bem vivo o que nos une. Queremos contribuir para que quem esteja longe, fique mais perto de nós, na Lourinhã.

Partilhe e, caso tenha algum familiar e amigo que queira que o contactemos, para aqui deixar o seu testemunho, envie-nos mensagem pelo nosso Facebook ou para o endereço electrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Fique em segurança. Cuide de si e dos outros!

Este 38º testemunho é do casal Ana e Jorge Antunes, do Toledo e residentes na cidade de Augsburg, na Alemanha. Estão emigrados há 7 anos.

Emigrámos a 10 de Abril de 2013 com as nossas duas filhas, a Lara Antunes e Cátia Antunes. Fomos para a Alemanha, mais precisamente para a cidade de Augsburg, onde residimos. Augsburg é uma cidade muito bonita, calma e acolhedora. O meu marido trabalha numa empresa de construção civil e eu faço limpeza de escritórios. Com esta decisão, graças a Deus temos uma vida muito melhor do que tínhamos aí em Portugal, onde costumamos ir de férias uma vez por ano.

Em relação à pandemia pela qual o mundo está a passar, hoje, no dia em que escrevo o meu testemunho (dia 24 de Abril), estão em Augsburg 373 pessoas infectadas com a Covid-19, destas 274 recuperadas e infelizmente 12 faleceram.

A nossa vida aqui continua a resumir-se ao trabalho, casa, passeios com o nosso cão e idas ao supermercado. Aqui todos os bares, discotecas, igrejas, cafés e comércio estão fechados, excepto os comércios alimentares, hospitais, farmácia e os correios. Os transportes públicos funcionam mas com algumas regras de prevenção.

Nesta ocasião deixamos uma mensagem a todos os que perderam familiares, manifestando os nossos sentimentos na esperança de que Deus ampare todos nestes momentos difíceis. A todos os lourinhanenses conterrâneos e nossos familiares, esperamos que passem esta fase da melhor maneira possível e que se mantenham protegidos e firmes na fé. Um até breve.