Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

DIÁSPORA-COVID-19: testemunho de Rita Cardoso, da Lourinhã, que reside no Canadá

Bolton Toronto Rita Cardoso

Como está a viver a Diáspora da Lourinhã este novo tempo, em que o centro das atenções é a pandemia da Covid-19? O ALVORADA iniciou a partilha de testemunhos de vida dos emigrantes lourinhanenses que se encontram espalhados pelos quatro cantos do mundo.

Neste tempo difícil que todos atravessamos, com uma pandemia que reduz ao máximo o contacto entre todos, queremos desta forma manter bem vivo o que nos une. Queremos contribuir para que quem esteja longe, fique mais perto de nós, na Lourinhã.

Partilhe e, caso tenha algum familiar e amigo que queira que o contactemos, para aqui deixar o seu testemunho, envie-nos mensagem pelo nosso Facebook ou para o endereço electrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Fique em segurança. Cuide de si e dos outros!

Este nono testemunho é de Rita Cardoso, da Lourinhã, que reside em Bolton, no Canadá:

Foi há sete anos que escolhemos o Canadá como o nosso país para viver e começar a nossa família, bem longe de imaginarmos que sete anos depois estaríamos a viver esta pandemia. Fomos acompanhando as notícias vindas da China e dos outros países com a certeza que o Coronavírus chegaria ao Canadá rapidamente, visto ser um país de emigrantes.

Com a notícia dos primeiros casos estávamos todos tranquilos, sem ainda termos bem a noção da dimensão devastadora deste vírus. Ao dia de hoje estamos, na província de Ontário (região onde me encontro), com 311 casos positivos para o vírus da Covid-19 e duas mortes.

Na minha opinião, o Governo foi bastante rápido a agir e rapidamente todas as escolas fecharam, assim como bibliotecas, centros recreativos e os eventos foram cancelados. Foram aconselhando as pessoas para o isolamento e pediram aos canadianos para regressarem o mais rápido possível, pois fecharam as fronteiras.

A correria aos supermercados foi grande e rapidamente as prateleiras ficaram vazias. Estamos todos isolados e a cidade de Toronto está assustadoramente silenciosa. As incertezas quanto ao futuro são muitas, mas estamos esperançosos que tudo acabe rapidamente e com as mínimas baixas possíveis de vidas humanas.

O que nos deixa mais descansados é sabermos que estamos num país com uma forte economia e um bom sistema de saúde. Como família estamos a fazer o isolamento recomendado e só um de nós vai ao supermercado quando é necessário. Com duas crianças pequenas não é fácil estar dentro de casa, ainda para mais onde o Inverno é tão rigoroso e já nos obriga a estarmos fechados durante muito tempo. Este seria o tempo de começarmos a aproveitar os parques, o que não está a acontecer.

Desejo que tudo se resolva pelo melhor. Cumprimentos deste lado do oceano!