Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

COVID-19: Município da Lourinhã avança com parceria local para produção de máscaras de prevenção

ofertas de mascaras CML

O Município da Lourinhã anunciou ter criado “um projecto ímpar na região Oeste” no âmbito da parceria com o técnico projectista de vestuário Carlos Valeriano, que permitirá começar a distribuir máscaras de prevenção à população. Estas máscaras são produzidas com Tecido Não Tecido (TNT) à base de polipropileno, impedindo assim a passagem de partículas ou gotas de fluidos contaminados, tornando-as reutilizáveis se forem lavadas a 90 graus. Foi pedido um parecer à Direcção-Geral da Saúde, através da Delegada de Saúde da Lourinhã, Helena Andrade, que ao final do dia de hoje “mostrou-se favorável à sua utilização”.

O comunicado enviado ao ALVORADA refere também que as máscaras estão a ser produzidas por 90 voluntários, entre eles alunos de Carlos Valeriano no Curso Socioeducativo de Costura promovido pela Câmara Municipal. As primeiras unidades produzidas vão destinar-se aos funcionários da autarquia e das Juntas e Uniões de Freguesia do concelho e posteriormente estarão disponíveis para a população em geral".

As máscaras servem de protecção para quem não se encontra contaminado ou em situação de risco, tendo por isso como principal objectivo evitar o contacto directo das mãos na face e a possível inalação de gotículas contaminadas. Neste momento, o Município da Lourinhã está em condições de entregar 500 máscaras às juntas de freguesia, que irão articular a distribuição junto da população. A capacidade de produção é de 500 máscaras por dia, sendo que se pretende chegar num curto espaço de tempo às 1000 unidades diárias. A autarquia apela aos munícipes que se queiram voluntariar para a produção destas máscaras que manifestam essa vontade através de uma mensagem para o endereço electrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Na sua página do Facebook, Carlos Valeriano reagiu à adesão à sua ideia pela comunidade: “Não há palavras que descrevam todo este trabalho 100% voluntário é um orgulho. Hoje quando entregava os primeiros trabalhos tive presente cada um de vocês. Obrigado pela força e energia que me têm passado. Deus vos abençoe”. O projecto, que está a ser desenvolvido de forma voluntária na região, deve-se aa pedido de um profissional de saúde que trabalha no Hospital de Torres Vedras, explicando que está a ser implementado em algumas autarquias com grupos de costura voluntários. “Estou disponível para ajudar e colaborar com outras”, disponibilizou-se Carlos Valeriano.

Texto: ALVORADA
Fotografia: CML