Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

COVID-19: Casa do Oeste e pavilhão desportivo de Pregança com camas para doentes em quarentena

Casa do Oeste

A Casa do Oeste, em Ribamar, disponibilizou 45 camas para acolher doentes infectados com o vírus Covid-19, que estejam em situação menos grave mas que exigem o cumprimento do período de quarentena. Esta decisão foi tomada pela Câmara Municipal da Lourinhã, ao abrigo da activação do Plano Municipal de Emergência e Protecção Civil (PMEPC), que acordou esta medida cautelar com a Fundação João XXIII - Casa do Oeste.

A Câmara Municipal da Lourinhã também requisitou, para o mesmo fim, o pavilhão gimnodesportivo da Associação Cultural e Recreativa de Pregança do Mar para ali instalar 80 camas, com o apoio da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Lourinhã, tal como está definido no PMEPC. Está em estudo a utilização de outros espaços, para acolher doentes em regime de quarentena, caso se torne necessário, como é o caso da Pousada da Juventude da Areia Branca e, ainda, um outro local no interior do concelho que possa acomodar entre 40 a 50 camas.

Segundo explicou ao ALVORADA o presidente da Câmara Municipal, a activação destes meios disponiilizados pela edilidade pertence à Delegada de Saúde da Lourinhã, Helena Andrade, em articulação com o CHO - Centro Hospitalar do Oeste. João Duarte Carvalho explicou que “está definida no PMEPC a possibilidade de utilização de pavilhões e recintos das associações do concelho, para serviços de rectaguarda e suporte logístico na resposta à situação pandémica”. Os custos desta operação serão suportados pela autarquia, ao abrigo da activação do Plano Municipal de Emergência e Protecção Civil que foi decretado esta segunda-feira para entrada imediata em vigor.

Recorde-se que, no âmbito do Plano Municipal de Emergência e Protecção Civil de Torres Vedras, foi definida uma estratégia de articulação com as unidades hospitalares pública e privadas do concelho (CHO, CUF e SOERAD). Entre as medidas aprovadas consta a criação de um hospital temporário de rectaguarda na Pousada da Juventude de Santa Cruz, que contará com o suporte do Hospital Domiciliário do CHO. Foram também convertidos os pavilhões desportivos do Sporting Clube de Torres e do Externato de Penafirme em hospitais de campanha, cada um com capacidade para 30 camas. O Hospital da SOERAD tem também disponíveis 24 camas para acolher doentes menos graves provenientes do CHO.“Esta tipologia de hospital será replicada noutros recintos, caso venha a surgir essa necessidade”, regista um comunicado da autarquia torriense enviado ao ALVORADA.

Texto: ALVORADA
Fotografia: Casa do Oeste