Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Papa Francisco na Jornada da Juventude de Lisboa a 3 de Agosto de 2023

JMJ em Lisboa

A primeira iniciativa com o Papa na Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 (JMJLisboa2023) vai ocorrer a 3 de Agosto do próximo ano, com o acolhimento dos jovens ao pontífice. No dia seguinte, sexta-feira, segundo um programa indicativo enviado à agência Lusa pelo Comité Organizador Local (COL) da Jornada, os jovens voltarão a ter contacto com o Papa Francisco na Via Sacra.

De acordo com o programa, no sábado, dia 5 de Agosto, terá lugar a vigília com o Papa, com a Jornada a terminar no domingo, com a missa final, presidida por Francisco e que será realizada no terreno onde estará montado o palco/altar da iniciativa, junto ao Tejo, a norte do Parque das Nações, nos concelhos de Lisboa e Loures. Ainda no domingo, o Papa terá um encontro com os voluntários envolvidos na organização da JMJ.

O programa indicativo aponta para a abertura da JMJLisboa2023, no dia 1 de Agosto, terça-feira, com uma missa presidida pelo Cardeal-Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente. Um Festival da Juventude, uma Feira das Vocações, Catequeses, momentos de oração e convívio marcarão os seis dias da JMJ em Lisboa. Uma semana antes começaram os Dias nas Dioceses, em que jovens de todo o mundo estarão em actividades nas diferentes dioceses portuguesas.

No início deste mês de Março, o Papa Francisco exortou todos os que estão a preparar a JMJLisboa2023, agendada para Lisboa em Agosto de 2023, a que criem um encontro "original"Numa mensagem vídeo, o pontífice afirmou estar "a olhar para Agosto de 2023! A um ano e alguns meses...". "Estou a olhar para Portugal, estou a olhar para Lisboa, estou a olhar para Fátima, estou a olhar para o encontro de todos vocês... E vocês, em Portugal e nos vários países, estão a trabalhar como voluntários e a olhar no mesmo sentido", disse o Papa, acrescentando: "Não é fácil! Não é fácil porque andamos de crise em crise".

"Saímos de uma crise pandémica, entramos numa crise económica e agora estamos na crise da guerra, que é um dos piores males que pode acontecer! No meio de todas estas crises, vocês têm de preparar e ajudar para que o evento de Agosto de 2023 seja um evento jovem, um evento fresco, um evento com vida, um evento com força, um evento criativo", apelou o Papa Francisco.

Entretanto, na diocese da Guarda, está a decorrer até ao próximo fim-de-semana, a peregrinação que os símbolos da JMJ realizam por todo o país até Agosto do próximo ano. Os símbolos - a Cruz peregrina e o ícone de Nossa Senhora Salus Populi Romani - estarão em cada diocese nacional cerca de um mês e a última a recebê-los será Lisboa, que em Agosto de 2023 vai acolher mais de um milhão de jovens para a JMJLisboa2023, que será encerrada pelo Papa. Com 3,8 metros de altura, a Cruz peregrina, construída a propósito do Ano Santo, em 1983, foi confiada por João Paulo II aos jovens no Domingo de Ramos do ano seguinte, para que fosse levada por todo o mundo. Desde aí, a Cruz peregrina, feita em madeira, iniciou uma peregrinação que já a levou a quase 90 países.

Texto: ALVORADA com agência Lusa