Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Termas do Centro estimam fechar o ano com mais de 130 mil aquistas

Termas do Centro

A rede Termas Centro disse hoje que estima que passem até ao final do ano pelas estâncias termais deste território, que inclui as Termas do Vimeiro, mais de 130 mil aquistas, registando “um crescimento sem precedentes no bem-estar termal”.

“Estamos no trimestre mais importante das termas e que ainda não fechou, mas todos os indicadores dizem que vamos ultrapassar os 130 mil aquistas. É um crescimento assinalável”, referiu o coordenador do PROVERE Termas Centro, Adriano Barreto Ramos.

Em declarações à agência Lusa, Adriano Barreto Ramos sublinhou o forte incremento na área do bem-estar termal, em que registam números que ficam “em 250% acima de 2021”. “São números que já esperávamos, pois a tendência do mercado é esta. A idade média de frequência no termalismo de bem-estar tem vindo a diminuir, sendo a prevalência na casa dos 30 e 40 anos”, informou.

Estes e outros indicadores foram divulgados durante a tarde de hoje, com a apresentação do ‘Termas Observer’, uma plataforma digital que permite realizar a monitorização da atividade termal e turística das 20 estâncias termais que integram a rede Termas Centro.

O ‘Termas Observer’ - que funciona numa plataforma digital, através do site https://www.termasobserver.pt - assegura o processo de recolha da informação junto de cada estância termal, “agregando diversas variáveis de índole física e financeira, que estarão na base na apresentação dos referidos indicadores”.

No que toca o termalismo terapêutico, as previsões apontam para um crescimento face a 2019, ano em que o Ministério da Saúde reativou as comparticipações em tratamentos termais. “2019 já tinha sido um ano excelente e este ano contamos ultrapassar os números de 2019 no termalismo terapêutico”, indicou.

De acordo com Adriano Barreto Ramos, este crescimento contou com o valioso contributo das diversas atividades do PROVERE - Programa de Valorização Económica dos Recursos Endógenos com o mesmo nome, que foi criado com o objectivo de valorizar as estâncias termais da região Centro.

Integram a rede Termas do Centro um total de 20 estâncias termais: Termas de Alcafache, Termas de Almeida - Fonte Santa, Termas de Águas - Penamacor, Termas do Bicanho, Caldas da Felgueira, Caldas da Rainha, Termas do Carvalhal, Termas da Curia, Termas do Cró, Termas da Ladeira de Envendos, Termas de Longroiva, Termas de Luso, Termas de Manteigas, Termas de Monfortinho, Termas da Piedade, Termas de Sangemil, Termas de São Pedro do Sul, Termas de Unhais da Serra, Termas de Vale da Mó e Termas do Vimeiro.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Direitos Reservados