Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Turismo do Centro participou na Bolsa de Turismo de Lisboa entre 16 e 20 de Março

centroportugalbtl2022

“A BTL correu muito bem. Ao longo dos cinco dias, cumprimos todos os objectivos a que nos propusemos e restaurámos a confiança dos visitantes, assim como restaurámos a confiança dos empresários no crescimento da procura pela região”, afirmou Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal que considera que a participação da entidade na Bolsa de Turismo de Lisboa resultou num grande sucesso, que excedeu as expectativas geradas inicialmente.

O Centro de Portugal reforçou a imagem de destino preferencial no nosso país. Esta imagem cada vez mais apelativa a nível nacional ficou comprovada com vários sinais que foram acontecendo ao longo da feira. Destaco, por exemplo, o facto de o stand do Turismo do Centro ter sido a escolha óbvia para a apresentação de projectos que envolvem todo o país, como foi o caso das Estações Náuticas de Portugal. E não só: ao longo dos cinco dias de BTL, o stand foi visitado pelo Presidente da República, por Ministros e outros governantes, pelos embaixadores do Brasil e Ucrânia por empresários da actividade turística, que avalizaram o bom trabalho de promoção feito por esta entidade, mas também por milhares de visitantes, interessados em conhecer os produtos e as experiências que o Centro de Portugal tem para lhes oferecer”, sublinhou Pedro Machado.

Para o presidente do Turismo do Centro, foi igualmente muito importante a presença da região em dezenas de reuniões, no programa de ‘hosted buyers’. “Foram muitos os contactos realizados com compradores estrangeiros, que manifestaram o interesse de trazer visitantes à região. Foi uma forma privilegiada de criar negócio para os nossos empresários”, disse. Da mesma forma, a presença reforçada das empresas dentro do stand “foi uma aposta ganha”. E não só das empresas, frisa Pedro Machado: “o objectivo de estreitar o diálogo inter-regional foi cumprido com a presença das cinco comissões vitivinícolas regionais, das Aldeias Históricas, do Xisto e de Montanha ou das Termas Centro, entre outros exemplos de redes colaborativas regionais, que transcendem limites geográficos e que tiveram grande visibilidade na feira”.

Outro aspecto a reter desta participação foi a apresentação dos novos materiais promocionais do Centro do Portugal. “A nova brochura premium, em conjunto com a brochura de ‘short breaks’, constituem outra forma de acrescentar valor à região e de a projectar junto dos vários públicos”, realça. “Comprovou-se que o foco que colocámos em produtos como o turismo industrial e o ecoturismo tinham toda a razão de ser, uma vez que suscitaram grande interesse”, concluiu Pedro Machado.

Texto: ALVORADA
Fotografia: Direitos Reservados