Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

‘Miss Tata’ faz participação no programa da RTP1 ‘MasterChef’

Campanha Miss Tata 2021

A ‘Miss Tata’, marca colectiva que representa a batata portuguesa, vai estar em destaque este sábado, dia 11, na RTP1 no programa ‘MasterChef’.

Criada pela Porbatata - Associação da Batata de Portugal, sediada na Lourinhã, para promover este produto, a Miss Tata será protagonista num dos desafios do concurso de culinária.

O lourinhanense Sérgio Ferreira, presidente da Porbatata refere que esta participação no programa ‘MasterChef’ “é uma oportunidade para chegar a mais consumidores e incentivar o consumo de um produto nacional, produzido em todo o país e de qualidade reconhecida. A ‘Miss Tata’ representa a batata portuguesa e é um incentivo para que os portugueses escolham produtos nacionais, próximos e cheios de sabor”.

Além do episódio de amanhã, a ‘Miss Tata’ também irá marcar presença no ‘MasterChef’ do dia 25 de Dezembro, Dia de Natal.

Segundo a Porbatata, em Portugal, o consumo per capita de batata é de 93,6 quilos por ano. Em Portugal, produz-se batata em todas as regiões, com destaque para Entre Douro e Minho, Trás-os-Montes, Beira Interior, Beira Litoral, Oeste, Ribatejo, Península de Setúbal e Costa Alentejana. No total, a área ocupada pelo cultivo deste alimento totaliza 22 mil hectares e a produção média atinge perto de 500 mil toneladas anuais.

No que toca às exportações, em 2020, as vendas de batata portuguesa para os mercados internacionais somaram mais de18 milhões de euros.

A Porbatata tem em curso um projecto de Promoção da Batata Portuguesa em mercados internacionais. Este projecto é apoiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização e prevê um investimento global de 352.988 euros, financiado em 85% pelo FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Texto: ALVORADA