Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Universidade de Coimbra e Turismo do Centro cooperam na valorização de recursos

TCP 1

Um acordo de cooperação firmado hoje entre a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC) e a Turismo Centro de Portugal (TCP) permite potenciar os recursos e produtos turísticos da região, salientaram os promotores.

“Este é um protocolo que confirma uma das nossas boas práticas”, que passa pela “valorização dos nossos recursos e produtos”, afirmou o presidente da TCP, Pedro Machado, numa sessão em que também interveio o director da FLUC, Albano Figueiredo. Pedro Machado recordou que “a actividade turística foi sempre muito parca em conhecimento” e realçou que o protocolo aposta “muito em particular na transferência desse conhecimento”.

O protocolo prevê um apoio da TCP ao mestrado em Alimentação: Fontes, Cultura e Sociedade da FLUC, que inclui a atribuição de um prémio de mérito anual, no valor de 1.250 euros, a um finalista deste curso. Esta bolsa de mérito, equivalente ao montante de um ano de propinas, será atribuída após a conclusão do curso a um ou uma aluna do mestrado cujo trabalho final “tenha versado sobre assunto do âmbito regional sob jurisdição da TCP”, a qual, segundo Pedro Machado, “precisa ainda hoje de continuar a consolidar o seu conhecimento, para afirmação da região e de Portugal”.

Para o presidente da entidade regional de turismo, trata-se também de “valorizar este relacionamento entre a Universidade de Coimbra e a TCP”, bem como de “procurar dar um exemplo à comunidade em geral, neste tempo particularmente difícil”, marcado pela pandemia da Covid-19.

Após várias décadas com a actividade turística do país centrada no sol e na praia, os territórios de baixa densidade demográfica, no interior, conseguiram, face à pandemia, “inverter esta situação” e, em certa medida, contrariar a tendência do litoral e dos maiores centros urbanos, sublinhou.

Com o protocolo celebrado com a FLUC, numa cerimónia na Sala dos Conselhos da faculdade, as duas entidades subscritoras estão também a contribuir para “a afirmação de territórios que não estavam antes na primeira linha dos fluxos turísticos internacionais”, enfatizou Pedro Machado.

Para o director da FLUC, o documento é mais um passo “muito relevante” na colaboração que a Faculdade de Letras e a Turismo Centro de Portugal têm aprofundado nos últimos anos. Assim, a Universidade de Coimbra reforça a necessidade de partilhar com a sociedade “saber no domínio do turismo e áreas confinantes”, disse Albano Figueiredo, assumindo, em nome da instituição que dirige, “o compromisso de tudo continuar a fazer” nesse contexto de cooperação.

O Turismo Centro de Portugal abrange 100 concelhos, entre os quais os 12 concelhos do Oeste que integravam a Região de Turismo do Oeste, como é o caso do Município da Lourinhã.

Texto: ALVORADA com agência Lusa