Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

11 vinhos da Região de Lisboa premiados em concurso nacional pelo Crédito Agrícola

Credito Agricola

O Crédito Agrícola, em parceria com a Associação dos Escanções de Portugal, distinguiu 11 vinhos da Região de Lisboa com medalha de ouro no 7.º Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola. A cerimónia de anúncio decorreu num evento totalmente digital realizado no passado dia 21 mas que só hoje foi revelado.

A distinção Tambuladeira dos Escanções de Portugal de Ouro, na categoria de vinhos brancos, foi entregue a quatro vinhos: Adega da Vermelha Grande Reserva DOC Óbidos 2017 da Adega Cooperativa da Vermelha (Cadaval); Quinta das Cerejeiras Grande Reserva DOC Óbidos 2018 da Companhia Agrícola do Sanguinhal (Bombarral); Quinta do Gradil Chardonnay Vinho Regional Lisboa 2019 da Parras Wines (Cadaval); Troviscal Grande Reserva Vinho Regional Lisboa 2017 do Cerrado da Porta (Sobral de Monte Agraço).

No que respeita os vinhos tintos foram atribuídas mais sete distinções: Adega da Vermelha Grande Reserva DOC Óbidos 2013 da Adega Cooperativa da Vermelha (Cadaval); Caves Dois Portos Reserva Vinho Regional Lisboa 2016 da Adega Cooperativa de Dois Portos (Torres Vedras); Caves Rendeiro Reserva Especial Vinho Regional Lisboa 2017 das Caves Rendeiro (Alenquer); Fonte das Moças Grande Escolha Vinho Regional Lisboa 2017 de João Melícias (Torres Vedras); S. Sebastião Syrah & Touriga Nacional Vinho Regional Lisboa 2017 da Multiwines (Arruda dos Vinhos); Talismã Reserva Vinho Regional Lisboa 2017 da Adega Cooperativa da Labrugeira (Alenquer); e Troviscal Grande Syrah & Touriga Nacional Reserva Vinho Regional Lisboa 2017 do Cerrado da Porta (Sobral de Monte Agraço).

Dos 183 vinhos brancos, tintos e espumantes colocados à prova por 109 produtores nacionais das várias regiões vitivinícolas do país, o júri distinguiu 58 vinhos: três com a Grande Medalha de Ouro ao melhor vinho branco, tinto e espumante; e 55 com a distinção Tambuladeira dos Escanções de Portugal de Ouro, Prata e Bronze a vinhos engarrafados, nas categorias ‘Vinho Branco’, ‘Vinho Tinto’ e ‘Vinho Espumante’.

Além das medalhas entregues à Região de Lisboa, foram ainda distinguidos vinhos oriundos de várias regiões vitivinícolas: Vinhos Verdes (duas medalhas), Douro (oito medalhas), Távora-Varosa (uma medalha), Dão (seis medalhas), Bairrada (duas medalhas), Tejo (seis medalhas), Península de Setúbal (cinco medalhas), Alentejo (16 medalhas) e Algarve (uma medalha).

As provas cegas foram realizadas em Lisboa, nos passados dias 27 e 29 de Novembro por um júri composto por reconhecidos escanções, enólogos, enófilos e jornalistas do sector.

Esta iniciativa do Crédito Agrícola pretende apoiar o sector vitivinícola e o desenvolvimento das economias locais, especialmente as cooperativas e os produtores, promovendo e colocando à prova a qualidade dos vinhos nacionais.

O Grupo Crédito Agrícola é um grupo financeiro de génese cooperativa constituído, na sua base, por Caixas de Crédito Agrícola. O Grupo de âmbito nacional, com capitais exclusivamente nacionais, conta com mais de 400 mil Associados, mais de 1 milhão e 500 mil Clientes e mais de 600 Agências, distribuídas pelo território nacional. Foi fundado em 1911, tendo como foco inicial o apoio ao financiamento de agricultores em Portugal tendo, ao longo dos anos, expandido o âmbito da sua actividade para outros sectores e alargado a sua área de actuação. O Grupo é composto actualmente, para além das Caixas Agrícolas e da Caixa Central, por empresas dedicadas à actividade seguradora e a banca especializada.

O Crédito Agrícola, único banco cooperativo a operar no mercado português com capitais nacionais, foi reconhecido pelo mercado como o melhor Banco da sua categoria através da ‘Escolha do Consumidor 2019’ e tem sido pioneiro na oferta de serviços de pagamento inovadores aos seus clientes. Foi o primeiro banco a disponibilizar o ‘contactless’ em Portugal, a oferecer o primeiro cartão de pagamento com ‘chip’ e o primeiro cartão vertical, tendo sido pioneiro na disponibilização de pagamentos com ‘Apple Pay’ aos seus clientes. Actualmente, são efectuadas mais de 40.000 transacções mensais com a funcionalidade ‘Apple Pay’, refere a instituição em comunicado enviado ao ALVORADA.

Texto: ALVORADA