Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Turismo: foram apresentadas as Estações Náuticas do Centro de Portugal

Estacoes nauticas 1

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, foi a convidada de honra da cerimónia pública de apresentação das Estações Náuticas do Centro de Portugal, que aconteceu hoje, na Praia Fluvial de Fernandaires, no concelho de Vila de Rei e que se encontra inserida na Estação Náutica de Castelo do Bode. O Turismo Centro de Portugal lidera o número de Estações Náuticas certificadas, com oito, as quais envolvem 337 parceiros e integram uma rede nacional e internacional de oferta turística náutica de qualidade: Aveiro, Castelo do Bode, Estarreja, Ílhavo, Murtosa, Oeste (esta em vários núcleos), Ovar e Vagos. Além destas, outras sete Estações Náuticas estão em processo de certificação na região.

Na sua intervenção, a governante frisou a importância do turismo, em particular, do náutico, para o desenvolvimento da coesão do território. “Devemos promover o turismo interno e trabalharmos juntos para sairmos desta crise com mais capacidades e mais fortalecidos. O turismo tem a capacidade de se aliar a outros sectores, como a agricultura, de forma a garantir a fixação de pessoas em todo o país, nomeadamente nas regiões de baixa densidade”, sublinhou. “Nós, portugueses, temos hoje a responsabilidade de ir para fora cá dentro e valorizar cada vez mais o que o nosso território tem para oferecer do ponto de vista daquilo que é o turismo”, acrescentou a ministra.

A cerimónia contou ainda com a presença do presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, Ricardo Aires, que deu as boas-vindas aos presentes, e do presidente do Turismo Centro de Portugal, Pedro Machado, que fez o enquadramento estratégico do produto turismo náutico para a estratégia global do Centro de Portugal. “Em tempos difíceis, é muito importante sermos mais criativos e conseguirmos criar novos produtos turísticos com os recursos já existentes. O elemento água é aglutinador de várias propostas turísticas e as estações náuticas constituem um produto turístico de qualidade e que envolve diferentes agentes, numa oferta integrada do território”, destacou Pedro Machado.

Coube a Sofia Maciel, por parte do Fórum Oceano, fazer a apresentação técnica da Plataforma Nautical Portugal - sítio oficial das Estações Náuticas de Portugal -, que realçou ser um mercado que atrai largos milhares de visitantes todos os anos e que apresenta um enorme potencial. A rede Estações Náuticas de Portugal conta actualmente com 24 Estações Náuticas certificadas e quatro em processo de certificação, distribuídas por todo o continente, no litoral e interior.

As estações náuticas são organizadas com base na valorização dos recursos náuticos presentes em cada território, os quais incluem a oferta de alojamento, restauração, actividades náuticas e outras actividades e serviços relevantes para a atracção de visitantes. Ao estarem certificadas, asseguram aos visitantes a qualidade do produto turístico e dos serviços prestados, bem como apoio informativo e a reserva de alojamento e serviços.

Texto: ALVORADA
Fotografia: TCP