Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Ténis - Braga Open: Gastão Elias afastado pelo espanhol Carlos Taberner

Gastao Elias Braga Open 2022

Gastão Elias foi hoje afastado do Braga Open, depois de ter perdido frente ao espanhol Carlos Taberner. O tenista lourinhanense, actual 205.º do ‘ranking’ ATP, ficou muito perto de consumar a reviravolta frente ao segundo cabeça-de-série (121.º) da competição bracarense, mas perdeu por 6-3, 4-6 e 6-4 num encontro que se prolongou por 2h46.

Nuno Borges e Gonçalo Oliveira estrearam-se com vitórias no quadro principal de singulares do Braga Open e juntaram-se ao compatriota João Domingues na segunda eliminatória do torneio do ATP Challenger Tour que a Federação Portuguesa de Ténis organiza, com o apoio do Município de Braga, entre os dias 18 e 25.

Depois de uma primeira passagem com emoções distintas pelo Clube de Ténis de Braga (em 2021 foi derrotado na primeira ronda de singulares, mas conquistou o título de pares com Francisco Cabral), Nuno Borges regressou já com o estatuto de primeiro cabeça de série e, desta vez, celebrou individualmente. Número 94 do ‘ranking’ ATP - é a segunda semana entre os 100 melhores classificados -, o maiato de 25 anos superou o italiano Gian Marco Moroni (329.º) por 6-3 e 6-4.

Recém-chegado de Viana do Castelo, onde contribuiu para o triunfo de Portugal sobre o Brasil (2-1) rumo às Davis Cup by Rakuten Qualifiers, o número dois nacional esteve sempre na frente do marcador. No entanto, teve de resistir a algumas investidas do italiano, que tentou aproveitar ao máximo o pouco tempo de adaptação de Borges às condições de jogo, mas não conseguiu mais do que equilibrar o segundo parcial.

Na segunda ronda do Braga Open, Nuno Borges vai enfrentar um jogador que, tal como ele, esteve em Viana do Castelo: Matheus Pucinelli de Almeida, número 216 mundial que foi convocado pelo capitão Jaime Oncins, mas acabou por não ser chamado a jogo na referida eliminatória.

No frente-a-frente entre ambos há apenas um encontro a registar: há sensivelmente um ano, em Setembro de 2021, no qual Nuno Borges salvou quatro match points para derrotar Matheus Pucinelli por 2-6, 6-2 e 7-5 no Challenger de Kiev. O triunfo de Nuno Borges foi o segundo de um jogador português nesta jornada. Horas antes, Gonçalo Oliveira (número 396 do ranking e convidado da organização) já tinha superado o qualifier francês Ugo Blanchet (316.º) em duas partidas, por 6-1 e 7-6(3). Esta foi a primeira vitória do portuense no ATP Challenger Tour desde o Oeiras Open 3, há três meses, e permitiu-lhe marcar encontro com Jelle Sels (196.º), neerlandês que surpreendeu o terceiro cabeça-de-série, Franco Agamenone (148.º).

Pelo meio, outros quatro portugueses foram a jogo na jornada desta terça-feira, mas todos sem sucesso. Para além de Gastão Elias, o jovem Duarte Vale (510.º) começou bem, mas não teve armas para resistir a Benoit Paire (atual 168.º), que venceu por 3-6, 6-3 e 6-2. Já na parte final da jornada, Frederico Silva (251.º) acusou a falta de tempo na terra batida e perdeu por 6-2 e 7-5 com o espanhol Nikolas Sanchez Izquierdo (238.º). A completar o grupo de portugueses em acção no quadro principal de singulares, o lisboeta Pedro Araújo (549.º classificado mundial) venceu o primeiro ‘set’, mas viu o ‘qualifier’ espanhol Pablo Llamas Ruiz (511.º) inverter o rumo dos acontecimentos para triunfar por 3-6, 6-1 e 6-2.

Texto: ALVORADA com GIBO
Fotografia: FPT