Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Peniche: Supertubos recebe terceira etapa do circuito mundial de surf de 3 a 13 de Março

surf

A World Surf League anunciou esta quinta-feira os ‘heats’ da ronda inaugural do MEO Pro Portugal, ficando-se, assim, também a conhecer os ‘wildcards’ para a terceira etapa do circuito mundial de surf que irá decorrer em Peniche, de 3 a 13 de Março. Vasco Ribeiro e Afonso Antunes são dois dos surfistas convidados, juntando-se a Frederico Morais na prova masculina.

Com várias lesões entre o elenco da elite do surf mundial, destaque para o regresso do australiano Ryan Callinan em relação às etapas havaianas. Contudo, os brasileiros Gabriel Medina e Yago Dora, o costarriquenho Carlos Muñoz e o australiano Liam O’Brien continuam de fora por lesão. 

Dessa forma, além dos dois ‘wildcard’ que existem por cada etapa, sobraram ainda mais quatro vagas do lado masculino. A primeira foi para o sul-africano Matthew McGillivray, tal como já havia acontecido no Havai, uma vez que tem o estatuto de suplente do CT. O jovem sul-africano é o substituto de Yago Dora.

Outras duas vagas foram para surfistas com grandes performances no Havai, o brasileiro Caio Ibelli, que está no top 5 mundial, e o havaiano Barron Mamiya, que é o líder do ‘ranking’ mundial de forma surpreendente, depois de ter vencido a etapa de Sunset. Ambos estão na luta pelos lugares do topo do ‘ranking’ e praticamente garantidos no CT de 2023.

A quarta vaga acabou por sorrir ao campeão nacional e europeu em título, Vasco Ribeiro, que vai para a quinta presença em Supertubos e que tem como melhor registo o 3.º posto alcançado na estreia, em 2015. Depois, o ‘wildcard’ da organização (MEO) foi para o jovem Afonso Antunes, que vai ter a oportunidade de se estrear frente aos melhores surfistas do mundo.

Por fim, o ‘wilcard’ da Rip Curl, marca que também patrocina o evento, vai novamente para um surfista internacional: o francês Justin Becret. Antes de Becret a Rip Curl já tinha dado o ‘wildcard’ a vários surfistas estrangeiros, como os norte-americanos Corsby Colapinto e Dillon Perillo, os brasileiros Samuel Pupo e Bruno Santos, o havaiano Mason Ho ou o australiano Jacob Willcox.

Do lado feminino, com a ausência da norte-americana Caroline Marks, a vaga extra disponível foi para a australiana Bronte Macaulay, que usufrui do estatuto de suplente do CT feminino. O único ‘wildcard’ disponível foi, então, entregue pela Rip Curl à norte-americana Tia Blanco, cujo maior feito do currículo foi ter vencido recentemente o reality show The Ultimate Surfer, criado pela WSL. De fora fica a havaiana Moana Wong, que venceu a primeira etapa da temporada como ‘wildcard’, iniciando a temporada como líder mundial - estatuto, entretanto, perdido para Brisa Hennessy.

No ano passado a escolha recaiu sobre a havaiana Alana Blanchard, naquele que foi o regresso do circuito mundial feminino a Peniche, depois de uma ausência de praticamente 10 anos. Este ano, tal como no ano passado, não haverá qualquer surfista portuguesa em prova em Peniche.

Em relação à distribuição das baterias, os surfistas portugueses vão estar em acção a meio da ronda inaugural. O primeiro a entrar em cena será Vasco Ribeiro, que está no heat 4, com a companhia dos brasileiros Ítalo Ferreira e Jadson Andre. No heat 6 será a vez de Afonso Antunes entrar em acção, medindo forças com o japonês Kanoa Igarashi, que chega a Peniche como número um do ‘seeding’ e o ‘rookie’ australiano Callum Robson.

Já Frederico Morais, que está a cair no ‘seeding’, depois de ter sido eliminado na ronda 3 em ambas as etapas havaianas, vai competir no heat 7, onde terá pela frente o norte-americano Conner Coffin e o brasileiro Caio Ibelli, um dos surfistas em maior destaque neste arranque de temporada. Os dois primeiros de cada bateria avançam directamente para a ronda 3, enquanto os terceiros caem para a ronda de repescagem.

Do lado feminino o ‘heat’ de maior destaque é o número 3, onde está a campeã mundial e olímpica Carissa Moore, que detém o número um do ‘seeding’. A surfista havaiana vai ter pela frente a australiana e sete vezes campeã mundial Stephanie Gilmore, sua grande rival, e também a ‘wildcard’ Tia Blanco.

Texto: ALVORADA com Record
Fotografia: Direitos Reservados