Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Gastão Elias estreia-se com vitória no ‘Challenger’ 4 de Oeiras em ténis

Gastao Elias e Luis Faria Jamor 2021

Gastão Elias foi o único dos três portugueses a garantir hoje a qualificação para a segunda ronda do ‘Challenger’ 4 de Oeiras, ao vencer o compatriota Luís Faria no Complexo Desportivo do Jamor. O tenista da Lourinhã, que figura no 292.º lugar no ‘ranking’ ATP e teve entrada directa no quadro principal do torneio de categoria 50 do ATP Challenger Tour, organizado pela Federação Portuguesa de Ténis no Complexo Desportivo do Jamor, superou o jovem Faria, de 21 anos, em dois ‘sets’, com os parciais de 6-2 e 6-3.

Graças ao triunfo conquistado em 1h03m, Gastão Elias, de 30 anos, assegurou a continuidade em prova e vai defrontar na próxima jornada o vencedor do encontro entre o português Pedro Araújo, que recebeu um ‘wild card’ para o quadro principal, e o francês e primeiro cabeça-de-série, Mathias Bourgue, que ocupa a 196.ª posição na hierarquia mundial.

Já o penichense Tiago Cação não conseguiu ultrapassar o segundo pré-designado Tung-Lin Wu, do Taipé, e acabou derrotado, por duplo 6-1, em uma 1h12m de encontro.

Num duelo entre dois tenistas que se conhecem bem e que nos últimos anos partilharam várias vezes o court em sessões de treino, a experiência de Gastão Elias falou mais alto do que a juventude de Luís Faria (803.º), com o mais cotado dos dois portugueses a vencer por 6-2 e 6-3. “Estou muito feliz. As primeiras rondas são sempre difíceis, mesmo sendo no mesmo local e nas mesmas condições das semanas anteriores. Há sempre aquela tensão de querer começar bem e uma tensão extra por ser favorito”, explicou Elias após a vitória. “Sabia que o Luís ia entrar descontraído e sem pressão, mas felizmente para mim não começou bem e eu passei cedo para a frente do marcador, o que me deu tranquilidade. O segundo ‘set’ foi mais equilibrado, mas mesmo a perder senti que estava no controlo do ténis. Não jogando o meu melhor ténis, o importante era a vitória”.

Foi um encontro muito complicado. Ele jogou bem, foi sólido, falhou muito pouco durante todo o jogo e serviu bem, o que foi a chave porque lhe deu muitos pontos de borla. Além disso, a minha entrada não foi nada boa, fiz muitos erros e isso deu-lhe mais confiança”, lamentou Faria, que fez um balanço das quatro semanas de ATP Challenger Tour no Jamor: “Foi muito bom. Deu para jogar contra grandes jogadores e aprender tanto dentro como fora de campo. Só tenho de agradecer à Federação Portuguesa de Ténis pelo esforço. Sou melhor jogador agora do que quando comecei a jogar o Oeiras Open e espero que isto seja uma rampa de lançamento”.

Antes, no encontro que abriu as hostes do quadro principal, Tiago Cação (524.º) não conseguiu encontrar argumentos para contrariar Tung-Lin Wu, do Taipé e número 267 mundial, que levou a melhor com os parciais de 6-1 e 6-1.

Na segunda ronda, Gastão Elias vai medir forças com o vencedor do duelo entre o Mathias Bourgue (194.º ATP e com um convite reservado para o quadro principal de Roland-Garros, na próxima semana), e o jovem Pedro Araújo, um dos três portugueses que se estreiam esta terça-feira no Oeiras Open 4, a par de Nuno Borges (frente a Roberto Quiroz, quinto pré-designado) e Gonçalo Oliveira (contra Pedro Cachin, sétimo favorito).

A Federação Internacional de Ténis (ITF) homenageou Diane Parry como campeã mundial de juniores da época de 2019. O troféu foi entregue em representação da ITF por Vasco Costa, presidente da Federação Portuguesa de Ténis e membro do comité World Tennis Tour, durante o Oeiras Magnesium-K Active Ladies Open, no qual a jovem tenista francesa participou.

Texto: ALVORADA com Gabinete de Imprensa do ATP Challenger 125 Oeiras Open
Fotografia: Sara Falcão/GIATPC125OO