Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Ténis: Gastão Elias e Tiago Cação estão nas meias-finais do ‘Oeiras Open’

Tiago Cacao 08042021

Gastão Elias (323.º do ranking ATP) e Tiago Cação (551.º) repetiram os feitos dos compatriotas Gonçalo Oliveira (296.º) e Nuno Borges (378.º), na véspera e aumentaram para quatro o número de tenistas portugueses apurados para os quartos-de-final do quadro principal de singulares do segundo ‘Oeiras Open’, torneio ATP Challenger 50 organizado pela Federação Portuguesa de Ténis no Complexo Desportivo do Jamor.

À procura da segunda presença consecutiva em fases tão adiantadas deste escalão, o penichense Tiago Cação somou uma das melhores e mais saborosas vitórias da carreira contra Mischa Zverev, ao derrotar o alemão (que é 280.º do ranking, mas chegou a ser 25.º no ano em que derrotou o então número um mundial, Andy Murray, a caminho dos quartos-de-final do Australian Open 2017) depois de três partidas eletrizantes, com os parciais de 6-3, 1-6 e 7-6(6) quando estavam decorridas 2h33.

“O Mischa é um jogador bastante agressivo e qualquer bola curta da minha parte servia para ele ir para a rede, mas estive bastante bem. Neutralizei o jogo dele e controlei a maior parte dos pontos. Foi pena nos primeiros ‘match points’, mas nem acho que tenha jogado mal. Não o senti a tremer uma vez. Tive um logo no meu serviço em que tento bater uma direita na passada um bocado nervoso, mas acho que ele jogou sempre bem. Estou de parabéns porque consegui aguentar-me bastante bem nos momentos importantes, mesmo a não conseguir aproveitar as oportunidades consegui estar lá em todos os pontos e estou bastante orgulhoso”, afirmou o tenista natural de Peniche - que faz parte da equipa do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis - depois de carimbar a segunda vitória da semana.

Ao triunfo de Tiago Cação seguiu-se o de Gonçalo Oliveira, que noutro embate entre um português e um alemão surpreendeu o primeiro cabeça de série, Oscar Otte (154.º), e venceu em três parciais, com 6-4, 4-6 e 6-3, para marcar encontro com o compatriota nos quartos-de-final. "É apenas mais uma vitória. Neste tipo de torneios, derrotar um jogador com ‘ranking’ 154 é quase o mais forte possível que se pode encontrar, mas vim para mais e amanhã quero fazer melhor", disse o portuense de 26 anos, que não chegava a uns quartos-de-final de singulares em ‘Challengers’ há 14 meses.

O encontro entre Tiago Cação e Gonçalo Oliveira, o segundo das 14h00 no ‘court’ central do Jamor, garante automaticamente a presença de um português nas meias-finais, mas já há outro apurado (na véspera de entrar em 'court', o tenista lourinhanense Gastão Elias soube da desistência do búlgaro Dimitar Kuzmanov, com problemas no cotovelo direito) e mais um se pode seguir, uma vez que Nuno Borges defronta o francês Manuel Guinard. Esse será, aliás, ‘apenas’ o primeiro de dois encontros que o jovem maiato terá para disputar na jornada de sexta-feira, uma vez que esta quinta-feira garantiu, ao lado do amigo Francisco Cabral, a passagem às meias-finais de pares, com uma vitória por 7-6(5) e 6-1 sobre os alemães Mats Rosenkranz e Tom Schonenberg.

Texto: ALVORADA com Gaspar Ribeiro Lança (GIOO)
Fotografia: Sara Falcão (GIOO)