Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Autoridades decretam Alerta Amarelo para a região devido ao frio e recomendam à população medidas de protecção

Frio 1

Devido à descida acentuada da temperatura, o ACES - Agrupamento dos Centros de Saúde Oeste Sul decidiu emitir o Alerta Amarelo, correspondente ao nível de alerta 2 previsto nosso Plano de Contingência Temperaturas Extremas Adversas - Inverno e Saúde que engloba os concelhos de Cadaval, Lourinhã, Mafra, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras. A descida de temperatura foi sentida já esta segunda-feira e é expectável que dure pelo menos até ao próximo domingo.

Segundo o médico de Saúde Pública Nuno dos Santos Rodrigues, delegado de saúde do ACES Oeste Sul, em comunicado enviado ao ALVORADA, “são previsíveis efeitos sobre a saúde, nomeadamente efeito provável sobre a mortalidade por todas as causas no distrito de Lisboa para todos os grupos etários e em especial nos grupos etários superiores a 65 anos”. Estamos assim perante um sinal de alerta para o distrito de Lisboa, dado que o seu índice FRIESA previsto ultrapassa o nível 1. Este índice é um indicador do impacto das temperaturas observadas e previstas para os próximos dias na mortalidade elaborado pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.

Os principais problemas de saúde associados ao frio são o enregelamento e a hipotermia. No entanto, este é também responsável pelo agravamento de doenças, sobretudo respiratórias e cardíacas. Durante um período de frio as autoridades recomendam a adopção de um conjunto de medidas preventivas. No domicílio mantenha a temperatura da sua casa entre os 18ºC e os 21ºC. Se não conseguir aquecer todas as divisões da casa, tente manter a sala de estar quente durante o dia e aqueça o quarto antes de se ir deitar. Se utilizar lareiras, braseiras, salamandras ou equipamentos de aquecimento a gás mantenha a correcta ventilação das divisões de forma a evitar a acumulação de gases nocivos à saúde, evitando os acidentes por monóxido de carbono que podem causar intoxicação ou morte. Não utilize fogão a gás, forno ou fogareiro a carvão para aquecer a casa. Também não deve utilizar equipamentos de aquecimento de exterior em espaços interiores. Evite dormir/descansar muito perto da fonte de calor. Apague ou desligue os sistemas de aquecimento antes de se deitar ou sair de casa, de forma a evitar fogos ou intoxicações. Promova uma boa circulação de ar, não fechando completamente as divisões da casa, mas evite as correntes de ar frio. Mantenha sob vigilância a utilização de botijas de água quente, para evitar o risco de queimadura.

Quanto aos cuidados pessoais e de vestuário, mantenha a pele hidratada, principalmente mãos, pés, cara e lábios. Use várias camadas de roupa, em vez de uma única muito grossa, e não use roupas demasiado justas que dificultem a circulação sanguínea. Proteja as extremidades do corpo (com luvas, gorro, meias quentes e cachecol) e use calçado adequado às condições meteorológicas. Evite andar descalço no chão frio ou molhado.

No tocante à alimentação, faça refeições mais frequentes encurtando as horas entre elas. Dê preferência a sopas e a bebidas quentes, como leite ou chá. Aumente o consumo de alimentos ricos em vitaminas, sais minerais e antioxidantes (por exemplo, frutos e hortícolas), pois contribuem para minimizar o aparecimento de infecções. Faça uma alimentação variada e saudável, evitando alimentos fritos, com muita gordura ou açucarados. Evite bebidas alcoólicas que provocam vasodilatação com perda de calor e arrefecimento do corpo.

Em relação às actividades e exercício físico no exterior, deve manter a prática de exercício físico habitual, mas em situações de frio intenso evite fazer exercício físico de esforço ao ar livre. Se tiver de realizar trabalho de intensidade física, proteja-se com roupa adequada e vá doseando o esforço. Procure um local abrigado se a temperatura diminuir e houver muito vento. Em caso de frio intenso faça pequenos movimentos com os dedos, os braços e as pernas evitando o arrefecimento do corpo. Evite caminhar sobre o gelo devido ao risco de lesões por queda. Procure manter-se seco e evite arrefecer com a roupa transpirada no corpo. Beba água antes, durante e depois da actividade física para evitar a desidratação.

Se vai viajar de automóvel informe-se sobre a previsão meteorológica, sobre problemas de circulação automóvel e assegure-se de que dispõe de um mapa ou outro meio de localização. Se a previsão meteorológica incluir a queda de neve leve roupas quentes e mantas bem como comida e bebidas quentes, tendo em conta que pode ficar bloqueado. Evite viajar sozinho ou em situações de reduzida visibilidade.

Texto: ALVORADA