Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

‘Rede Cultura 2027’ apresenta-se em Leiria esta sexta-feira com municípios do Oeste na fundação

Castelo de Leiria

Está agendada para esta sexta-feira, em Leiria, o arranque oficial da ‘Rede Cultura 2027’ que envolve nesta fase inicial 25 concelhos, entre os quais 11 dos 12 municípios - com excepção de Óbidos - que integram a OesteCIM - Comunidade Intermunicipal do Oeste. Trata-se de um projecto inédito que tem como objectivo a apresentação de uma candidatura a Capital Europeia da Cultura e que terá à cabeça a cidade de Leiria.

Os municípios que compõem a ‘Rede Cultura 2027’ vão formalizar a assinatura do compromisso que define a sua participação neste projecto, pioneiro ao nível das comunidades intermunicipais, para fomentar a criação de uma rede de cidades e vilas que vão cooperar no domínio das artes, da cultura e do conhecimento. Esta rede reúne um conjunto de municípios que se estende entre a Comunidade Intermunicipal (CIM) da região de Leiria, à CIM do Oeste integrando ainda alguns concelhos da CIM do Médio Tejo, como Tomar, Ourém, Torres Novas ou Alcanena. “No seu conjunto, pretende constituir-se como uma região alargada que terá a Cultura como prioridade comum”, refere um comunicado da Direcção da ‘Rede Cultura 2017’.

O programa de apresentação tem início às 10h00, no Museu de Leiria, com a primeira reunião do Conselho Geral da ‘Rede Cultura 2027’ que, para além dos 25 municípios já confirmados, integra ainda a Diocese de Leiria-Fátima, a Associação Empresarial de Leiria (NERLEI) e o Instituto Politécnico de Leiria (IPL). Após esta reunião de trabalho, terá lugar o ato público de assinatura do compromisso por cada um dos representantes dos municípios.

Este projecto começou a ser delineado em 2015, com a intenção de Leiria assumir a candidatura a Capital Europeia da Cultura. “Nos dois anos seguintes foi constituído um grupo de missão que, após um exaustivo estudo e trabalho, concluiu pela constituição de uma Rede, tendo como prioridade a Cultura, à qual se foram associando os vários municípios. Em Dezembro de 2018, foi fechada a constituição da rede, com um total de 25 vilas e cidades parceiras. São estas que dão forma a esta rede, participando na preparação e apresentação do programa da candidatura”, refere o comunicado do projecto que tem à frente da coordenação Paulo Lameiro, maestro e musicólogo de Leiria. No decorrer do ano passado foi criado um Conselho Estratégico do projecto, liderado pelo historiador caldense João Bonifácio Serra, bem como um órgão executivo, liderado pela empresa ‘Musicalmente’, de Paulo Lameiro.

O arranque oficial da ‘Rede Cultura 2027’ tem lugar esta sexta-feira, com a assinatura do documento-compromisso, mas, em paralelo, têm decorrido e continuam a realizar-se encontros e reuniões, envolvendo os elementos deste projecto e os agentes culturais de cada um dos municípios. “Este trabalho no terreno permitirá a criação de uma base de dados digital, que possibilitará conhecer a oferta cultural de cada um destes parceiros”, sublinha a organização. Entre Março e Junho serão realizados nove encontros em igual número de municípios, uma acção intitulada 'Prelúdio de Ideias em Nove Andamentos'. No Oeste a reunião decorrerá em Torres Vedras. No final, este conjunto de actividades permitirá ao Conselho Estratégico coligir as principais conclusões e prioridades culturais a integrar o documento da candidatura a Capital Europeia da Cultura em 2027.

Texto: ALVORADA
Fotografia: Direitos Reservados